Estrutura divisional: características, vantagens e exemplo

Uma estrutura divisional é um tipo de configuração organizacional que agrupa funcionários responsáveis ​​por um tipo específico de produto ou serviço no mercado, de acordo com o fluxo de trabalho.Geralmente consiste em várias equipes de trabalho paralelas que se concentram em um único produto ou linha de serviço.

Diferentemente dos departamentos, as divisões são mais autônomas, cada uma com seu próprio executivo-chefe, geralmente vice-presidente e geralmente gerenciando suas próprias contratações, orçamento e publicidade.

Estrutura divisional: características, vantagens e exemplo 1

Fonte: pixabay.com

Embora as pequenas empresas raramente usem uma estrutura divisional, ela pode funcionar para empresas como agências de publicidade, que não têm apenas funcionários dedicados, mas orçamentos focados nos principais clientes ou indústrias.

Essa abordagem é benéfica quando a tomada de decisões no nível divisional deve ser concentrada para reagir com mais agilidade a cenários específicos.

A estrutura divisional é substancialmente vantajosa quando uma empresa possui muitos mercados, produtos e / ou regiões.Existem três tipos de estruturas de divisão: estruturas de produtos, estruturas geográficas e estruturas de clientes.

Caracteristicas

Uma estrutura organizacional de divisão fornece a uma empresa comercial muito grande a capacidade de separar grandes seções do negócio em grupos semi-autônomos.

Embora geralmente seja mais adequado para organizações muito grandes, em algumas circunstâncias, uma estrutura de divisão também pode beneficiar uma empresa menor.

Em todos os casos, os grupos são basicamente autogerenciados e se concentram em um aspecto específico dos produtos ou serviços da empresa.

A estrutura divisional de uma empresa tende a aumentar sua flexibilidade e também organiza as atividades da empresa em torno de estruturas geográficas, de mercado ou de produto e serviço.

No entanto, pode gerar custos totais mais altos e resultar em várias brigas pequenas em disputa dentro de uma empresa, que não necessariamente trabalham juntas para o bem de toda a entidade.

Relacionado:  Nível administrativo: funções e conceitos

Faça funcionar

As divisões devem ser bem gerenciadas para que tenham sucesso. O fator mais importante que determina o sucesso de uma empresa que utiliza uma estrutura de divisão é a liderança executiva.

Os líderes líderes devem entender o que cada divisão faz e fornecer liderança aos gerentes de divisão sobre como se adaptar a novas direções estratégicas ou como se associar de maneira mais eficaz a todas as divisões.

Além disso, os executivos devem ter sólidos conhecimentos sobre o uso de recursos. Ter um grupo compartilhado de recursos gerenciados centralmente, como suporte administrativo ou equipamento de escritório, pode reduzir os custos e a complexidade da organização.

Vantagens

As divisões funcionam bem porque permitem que uma equipe se concentre em um único produto ou serviço, com uma estrutura de liderança que suporta seus principais objetivos estratégicos.

Responsabilidade

Essa abordagem facilita muito a atribuição de responsabilidades por ações e resultados. Em particular, uma divisão é gerenciada por seu próprio grupo de gerenciamento, que busca os melhores interesses da divisão.

Concorrência

A estrutura divisional funciona bem em mercados onde há grande concorrência, onde os gerentes locais podem mudar rapidamente a direção de seus negócios para responder às mudanças nas condições locais.

Cultura

Essa estrutura pode ser usada para criar uma cultura comum e um espírito de corpo no nível da divisão que melhor atenda às necessidades do mercado local.

Isso é melhor do que ter um produto ou serviço espalhado por vários departamentos da organização.

Por exemplo, uma divisão de varejo poderia ter uma cultura projetada especificamente para aumentar o nível de serviço ao cliente.

Decisões locais

A estrutura divisional permite que a tomada de decisões se desloque pela organização. Isso pode melhorar a capacidade da empresa de responder às condições do mercado local, colocando a tomada de decisão o mais próxima possível do cliente.

Relacionado:  Vendas líquidas: em que consistem, como calculá-las e exemplos

Várias ofertas

Quando uma empresa possui um grande número de ofertas diferentes de produtos ou mercados em que atua, e elas não são semelhantes, faz mais sentido adotar a estrutura divisional.

Velocidade

Essa abordagem tende a produzir respostas mais rápidas às condições do mercado local.

Desvantagens

Uma empresa composta por divisões concorrentes poderia permitir que a política do escritório, em vez de ter um pensamento estratégico sólido, afetasse sua visão em questões como a alocação de recursos da empresa.

Custo

Quando um conjunto completo de funções é configurado em cada divisão, é provável que haja mais funcionários no total do que haveria se a empresa tivesse sido organizada sob uma estrutura puramente funcional.

Além disso, ainda deve haver uma organização corporativa, que acrescente mais sobrecarga aos negócios.

Economias de escala

É possível que a empresa como um todo não possa tirar proveito das economias de escala, a menos que as compras estejam integradas em toda a organização.

Ineficiências

Quando existem várias áreas funcionais distribuídas entre muitas divisões, nenhuma área funcional será tão eficiente quanto teria sido se houvesse uma organização central para cada função.

Rivalidades

As várias divisões podem não ter incentivo para trabalharem juntas. Eles poderiam até trabalhar com propósitos cruzados, já que alguns gerentes comprometem as ações de outras divisões para obter vantagens particulares.

Ilhas

Todas as habilidades são fragmentadas por divisão. Por esse motivo, pode ser difícil transferir habilidades ou melhores práticas por toda a organização. Também é mais difícil vender produtos e serviços entre divisões.

Abordagem estratégica

Cada divisão tenderá a ter sua própria direção estratégica, que pode diferir da direção estratégica global da empresa.

Relacionado:  Orçamento de capital: técnicas, exemplo, importância

Exemplo

Exemplos de uma linha de produtos de divisão são as várias marcas de carros da General Motors. Da mesma forma, as diferentes plataformas de software da Microsoft.

Um exemplo de linha de serviço são as agências de varejo, comercial, de investimento e de gerenciamento de ativos do Bank of America.

ABC International

A ABC International acaba de registrar vendas de US $ 300 milhões. Por esse motivo, seu diretor decide hospedar uma estrutura organizacional de divisão para fornecer um excelente serviço aos seus clientes. Consequentemente, adota a seguinte estrutura divisional:

Divisão comercial

Ele se concentra em todos os clientes comerciais e possui funcionários próprios para desenvolvimento, produção, contabilidade e vendas de produtos.

Divisão de varejo

Ele se concentra em todos os clientes de varejo do país e possui funcionários próprios para desenvolvimento, produção, contabilidade e vendas de produtos.

Divisão internacional

Ele se concentra em todos os clientes de varejo fora do país. Compartilhe o desenvolvimento de produtos e as instalações de produção com a divisão de varejo. Possui funcionários próprios de contabilidade e vendas.

Referências

  1. Jason Gillikin (2018). Vantagens e desvantagens da estrutura organizacional divisional. Pequenas empresas-Chron. Retirado de: smallbusiness.chron.com.
  2. Dicionário de negócios (2018). Estrutura divisional Retirado de: businessdictionary.com.
  3. Steven Bragg (2017). Estrutura organizacional divisional. Ferramentas de contabilidade Retirado de: accountingtools.com.
  4. Ramy Samir (2018). A estrutura divisional. Linkedin Retirado de: linkedin.com.
  5. Elina VanNatta (2017). Funcional vs. Estrutura Organizacional Divisional. Bizfluent, Retirado de: bizfluent.com.

Deixe um comentário