Gerenciamento de inventário: tipos, modelos e exemplos

A gestão de inventário é um processo pelo qual várias ações são realizadas por uma empresa para melhorar relacionados com a organização, o planejamento ea controlar o seu inventário inteiro. Para uma empresa gerar dividendos máximos, é essencial que faça uso efetivo de seus recursos, incluindo os de seu inventário.

Os ativos de uma empresa são formados pelos elementos materiais que foram adquiridos por seus proprietários, seja para processamento (matéria-prima, embalagem para embalagem, caixas, etc.) ou para sua operação (bem-estar, terrenos, veículos, máquinas) papelaria, móveis, equipamentos e artefatos, entre outros).

Gerenciamento de inventário: tipos, modelos e exemplos 1

Essas posses devem ser registradas, categorizadas, ponderadas e gerenciadas em detalhes para obter informações precisas sobre os ativos da organização. Com esse registro, é possível saber o que é comprado, com que frequência são feitas as recargas, a quantidade de suprimentos em reserva, entre outros dados.

O que é um inventário?

Um inventário é uma lista confiável de todos os elementos obtidos pela empresa, que são armazenados para serem utilizados em tempos futuros, seja na área de produção, venda ou serviços. O principal objetivo de um inventário é contribuir para a obtenção de lucros.

Utilidade dos estoques

– Permitem que a produção e / ou atividade permaneçam constantes e não sofram interrupções causadas pela falta de insumos.

– Permitem o planejamento de compras para atacadistas, o que permite obter melhores preços em volume de compra.

– Reduzir a perda devido à data de validade da existência no depósito e a estagnação do mesmo.

– Eles diminuem o tempo de busca, pois tudo é localizado rapidamente.

Tipos de inventário

Inventário de matérias-primas

É constituído pelos elementos de base necessários para a elaboração dos produtos fabricados pela empresa. Por exemplo: pedaços de farinha de trigo, açúcar e manteiga armazenados em uma fábrica de biscoitos.

Essas entradas são mantidas armazenadas para uso quando necessário. Quando usado, será necessário fazer novos pedidos para reabastecer o que foi usado.

Estoque em processo de fabricação

Estes são os elementos que estão sendo usados ​​para fabricar os produtos, que ainda estão em fase de elaboração sem se tornarem um produto definitivo.

Inventário de produtos processados

São os estoques que já estão totalmente processados ​​e aguardam o momento da venda para sair do armazém.

Por exemplo: uma fábrica de calçados fabrica um grande número de modelos em tamanhos diferentes para poder despachar assim que um pedido é feito.

Relacionado:  15 Estratégias de promoção e suas características (com exemplos)

Inventário de matéria e doações

São os insumos que, embora não sejam indispensáveis ​​para a elaboração dos produtos finais da empresa, funcionam como material de apoio nos processos relacionados à produção.

Por exemplo: material de escritório, armazenamento de combustível, embalagem e material de embalagem, hardware, entre outros.

Recursos de gerenciamento de inventário

Requisitos em cada empresa

Cada empresa ou organização possui diferentes requisitos e ritmos vinculados ao tipo de produto ou serviço que executa. É por isso que não pode haver uma maneira única de fazer inventário.

Para isso, é necessária uma análise minuciosa que cubra a rota dos consumíveis, desde a realização do pedido da matéria-prima até a entrega do produto final elaborado.

Ferramenta de planejamento

O gerenciamento de estoque é uma ferramenta útil para evitar improvisações ao fazer compras.

Inclui não apenas o registro de bens adquiridos pela entidade para garantir seu pleno funcionamento, mas também contempla a localização, codificação e descrição dos itens, processos, tempos e fatores envolvidos em cada fase.

Essas fases variam da ordem da matéria-prima ao despacho dos produtos ou serviços processados ​​realizados.

Sistematização

A sistematização desses procedimentos garante a manutenção de um fluxo eficiente e dinâmico de suprimentos e a execução de todos os processos de maneira ótima e oportuna. Da mesma forma, minimiza excedentes ou déficits de existência no armazenamento, o que causaria distúrbios na produção.

Como é feito o gerenciamento de inventário?

A primeira coisa a fazer é uma observação cuidadosa de tudo o que existe. Em seguida, registre em tempo real a entrada e saída de cada produto com suas próprias especificações.

Mantendo as variáveis ​​envolvidas nos processos operacionais sob controle, os custos são previstos e os níveis de incerteza são reduzidos diante das flutuações do mercado.

Manter um gerenciamento de estoque adequado contribui para a lucratividade dos negócios, pois permite identificar e corrigir deficiências no uso de recursos.

Métodos

Existem vários métodos para executar o gerenciamento de inventário. De fato, existem até programas de computador que fornecem ferramentas simples e automatizadas para que o responsável possa executar essa tarefa de maneira rápida e rápida.

No entanto, todo o gerenciamento de inventário é baseado em modelos que servem como base para sua execução. Os modelos são utilizados para analisar o efeito de diferentes fatores ambientais e permitem antecipar eventualidades que podem ocorrer no imediato e no longo prazo.

Relacionado:  Estrutura de custos: características, exemplo

Atualmente, existem muitos programas de computador que usam esses modelos para facilitar a aplicação das fórmulas, já que os usuários precisam apenas inserir os dados e o sistema faz os cálculos automática e rapidamente.

Os dois principais modelos aplicados no gerenciamento de estoque são: o modelo Wilson e o modelo ABC.

Modelo de Wilson

Também é chamado de modelo de ordem ideal ou modelo EOQ. É baseado em fórmulas matemáticas para definir as quantidades de pedidos mais indicadas que devem ser feitas na empresa para tornar o investimento de ativos mais eficiente.

Esse modelo pode ser implementado nas empresas que atendem às seguintes condições:

– Que sua necessidade de matéria-prima seja quantificada em quantidades estáveis.

– Que seus fornecedores façam as remessas de maneira contínua e que seus preços sejam constantes.

– Que o fluxo de processamento e expedição de seus produtos acabados também permaneça inalterado.

– Que não há interrupção em seus estoques.

Antes de aplicar o Modelo Wilson, é necessário determinar determinadas variáveis:

– Q: representa a quantidade de suprimentos a serem solicitados por pedido.

– q: representa a quantidade de produtos fabricados pela fábrica que são vendidos por ano.

– g: representa o custo por unidade envolvida no armazenamento de suprimentos por ano.

– n: representa o número de pedidos feitos por todos os clientes por ano.

– k: representa o custo por unidade de todos os pedidos por ano.

– Ss: representa o número de unidades encontradas nas reservas de segurança da empresa.

– D: representa a quantidade de unidades do produto produzido pela empresa demandada pelos clientes.

As fórmulas a seguir se aplicam para determinar a quantidade ideal de pedido:

p (D / Q)

Então:

g (Q / 2)

E por ultimo:

Gerenciamento de inventário: tipos, modelos e exemplos 2

O modelo ABC

Também chamado de método 80/20, é baseado no chamado princípio de Pareto e é usado para classificar entradas de acordo com sua importância.

Este modelo se aplica a produtos inventariados que requerem diferentes formas de controle. Nesse modelo, cada artigo recebe um tratamento diferenciado de acordo com sua categoria.

Inicialmente, o custo de cada item armazenado e sua frequência de consumo devem ser registrados. Em seguida, a quantidade de consumíveis consumidos é multiplicada pelo custo de cada unidade e, em seguida, ordenamos os números resultantes em ordem crescente.

Relacionado:  Depreciação fiscal: conceito, como é calculada, exemplos

Os números são classificados como:

Um

São os itens que têm mais valor, porque são os mais utilizados, os mais solicitados pelos clientes ou os mais importantes para a empresa. Para esta linha, controles rigorosos e periodicamente supervisionados devem ser implementados, prestando atenção especial à precisão dos dados estabelecidos.

Esse segmento merece maior investimento de recursos por ser o mais rentável. Esta categoria deve estar localizada na área com o acesso mais fácil aos funcionários ou ao público. Se possível, o ideal é usar sistemas automatizados para solicitar e despachar os produtos, garantindo sua entrada e saída com rapidez e eficiência.

B

São aqueles itens que têm valor médio. Para esta linha, o rigor relaxa um pouco sem descurar a verificação da existência. Esta categoria deve estar localizada na zona de acesso do meio devido à sua saída moderada.

C

Eles são os itens menos valiosos. Muitas vezes a despesa que eles representam é mais do que o lucro que eles trazem para a empresa. Não é necessária precisão excessiva nos registros; Na verdade, basta manter os itens em ordem. Esta categoria pode ser localizada em espaços com pouco tráfego devido à sua saída lenta.

A metodologia ABC promove a efetividade do depósito, pois leva menos tempo para localizar os insumos, pois os mais solicitados são agrupados.

No entanto, deve-se levar em conta que uma verificação deve ser realizada periodicamente para atualizar o valor dos produtos, pois pode haver modificações e alguns produtos mudam de categoria. Este sistema é especialmente útil ao tomar decisões.

Exemplos

– Uma empresa de calçados vende mais nos meses de primavera e verão e precisa aumentar os estoques nesses meses.

– Uma empresa farmacêutica enfrenta um estágio de muitos pedidos devido a uma epidemia.

– Uma empresa de carnes possui acúmulo de estoque, que produz despesas, e precisa resolver como reduzir o armazenamento desses produtos.

Referências

  1. Bastidas B., Edwin. Ênfase em logística e cadeia de suprimentos, Guia 11. Faculdade de Engenharia, 2010.
  2. Enciclopédia de negócios para empresas. Recuperado em: es.shopify.com
  3. Notas de negócios. Gerenciamento de estoque e armazém. (2016) Recuperado em: esan.edu.pe
  4. Como fazer um gerenciamento eficiente de inventário. Recuperado em: destinonegocio.com

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies