Germán Dehesa: biografia, estilo e obras

Germán Dehesa Violante (1944-2010) foi um escritor, jornalista e radialista mexicano que também se destacou por ter uma ampla participação nas mídias sociais. Ele foi considerado um importante gerador de opinião na sociedade de seu país.

Sua obra literária era abundante, caracterizada principalmente pelo uso de linguagem simples e pelo desenvolvimento de temas de interesse coletivo. Os títulos mais relevantes de Dehesa foram: Adeus às armadilhas, As novas aventuras de O Pequeno Príncipe, Questão de amor e Você quebrou o coração.

Germán Dehesa: biografia, estilo e obras 1

Dehesa alemão. Fonte via: https://vanguardia.com.mx

O escritor realizou seu trabalho jornalístico em várias mídias impressas, mas ganhou popularidade com a coluna “The Angel Gazette”. Germán Dehesa era muito apreciado em seu país, tanto por seu profissionalismo quanto por sua personalidade dotada de um bom senso de humor.

Biografia

Nascimento

Germán Dehesa nasceu em 1 de julho de 1944 na Cidade do México, especificamente na cidade histórica de Tacubaya. Como em alguns escritores contemporâneos, os dados sobre seus pais e familiares são escassos.

Estudos Dehesa

Os anos de formação acadêmica de Dehesa foram na capital do país. Aos sete anos, começou a estudar no Instituto do México até 1959, quando terminou o ensino médio. No ano seguinte, ele começou o ensino médio no Centro Universitário do México e se formou em 1962.

Germán Dehesa: biografia, estilo e obras 2

Brasão de armas da UNAM, local dos estudos de Germán Dehesa. Fonte: Ambos, o escudo e o lema, José Vasconcelos Calderón [Domínio público], via Wikimedia Commons
Depois de se formar nas escolas da Congregação dos Irmãos Maristas, iniciou seus estudos universitários. Na Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM), estudou letras hispânicas e engenharia química.

Obra de Germán Dehesa

Dehesa era um amante da literatura e apaixonado por escrever. Por isso, dedicou sua vida a desenvolver textos para informar e entreter os leitores. Algumas de suas primeiras publicações foram: Caderno e A música dos anos.

Logo após concluir seus estudos superiores, o escritor nascente ingressou na Universidade Nacional Autônoma do México como professor, um trabalho que ele teve por mais de duas décadas. Jornalismo de várias mídias e teatro também se juntou às atividades freqüentes de Germán Dehesa.

Relacionado:  Cleópatra: biografia, reinado, Julio César, Marco Antonio

Vida casada

Embora exista pouca informação sobre a vida pessoal e familiar de Dehesa, sabe-se que ele foi casado duas vezes. Uma de suas esposas se chamava Adriana Landeros, também se sabia que ele tinha quatro filhos: Mariana, Juana Inés, Andrés e Ángel.

Começos na televisão

O carisma de Germán levou-o na década de oitenta à televisão. Em 1985, foi ao ar com “The Pillow” e “Mechanical Tangerine”, ambos os programas transmitidos no canal Imevisión, de propriedade do estado mexicano. Ele também teve um show noturno artístico e cultural chamado “O Anjo da Noite”, passado pelos 40.

No rádio

Germán Dehesa: biografia, estilo e obras 3

Cavallari Arch, Lira Park, Tacubaya, local de nascimento de Germán Dehesa. Fonte: Henryficar [CC BY-SA 4.0], via Wikimedia Commons
O jornalista não era estranho a nenhum meio de comunicação. Desde 1995 e por quase uma década, foi antes dos microfones do programa “Radio Red Onda” para a estação Red Onda. O programa foi transmitido diariamente por duas horas, tornando-se popular com o público.

Dehesa e sua coluna

Um dos trabalhos que deu maior popularidade ao escritor foi a publicação da coluna jornalística “The Gazette of the Angel”, na qual ele divulgou sua posição diante da situação social e política do país. Às vezes, ele também escreveu sobre esportes.

No início de 2000, tornou-se mais crítico quando anexou uma seção intitulada “Como você dormiu?”, Exigir das autoridades respostas para os feminicídios em Ciudad Juarez. Com tais perguntas, a publicação de Germán se tornou a favorita dos leitores.

Nos esportes

O escritor era um conhecedor e amante dos esportes, qualidades que o levaram às telas da ESPN no início de 2010. Ele se destacou como comentarista do programa “Os capitães da ESPN”, com personalidades como Rafael Puente e José Ramón “Joserra” Fernández .

Relacionado:  Alfonso Luis Herrera: biografia e contribuições

Morte

Em meados de 2010, o escritor foi diagnosticado com câncer terminal, informação que ele compartilhou com seus leitores em “La Gaceta del Ángel”. Infelizmente, ele morreu em 2 de setembro daquele mesmo ano na Cidade do México, aos sessenta e seis anos de idade.

Agradecimentos

A obra jornalística de Germán Dehesa foi reconhecida na Espanha por meio do Prêmio Don Quijote de Jornalismo, pela forma como moldou a linguagem, isto é, pela simplicidade, popularidade e brilhantismo. Em seu país, ele foi reconhecido como cidadão distinto em 11 de agosto de 2010.

Estilo

O estilo literário deste escritor mexicano foi caracterizado pelo uso de uma linguagem simples, precisa e de fácil compreensão. Quanto ao tema que ele desenvolveu, estava relacionado a eventos nacionais e, principalmente, esportes, política e social.

Trabalhos

– Caderno de anotações.

– A música dos anos.

– Adeus às armadilhas.

– Família e outras demolições.

– Que modos! Usos e costumes.

– Como conseguimos? Arquivo de corrupção no México.

– As novas aventuras do Pequeno Príncipe.

– Não basta ser pai.

– Viajante, você vai.

– Questão de amor.

– Adeus às armadilhas 2.

– Os PRIsidentes.

– Você falhou coração.

– Questão de amor.

Teatro

Tapadeus.

– armário de Belém.

– Borges com música.

– Você falhou coração.

– Neruda, não há dúvida.

Zedilleus.

– Os cofres perdidos.

– A varanda dos pombos.

– Pacto com botas.

– Freiras coroadas.

– Cartas para Santa Fox.

– Quando eu tiver 64 anos.

– Permissão para viver.

– Livro de canções mexicano verde, branco e vermelho.

Breve descrição de algumas de suas obras

A família e outras demolições (2002)

Este livro de Dehesa é uma coleção de memórias de família, por isso tinha um caráter autobiográfico. O escritor expressou sentimentos de amor e nostalgia por seus entes queridos. Ele também se referiu a algumas características da família mexicana, em sua opinião, ele era macho, alegre, amoroso e solidário.

Relacionado:  Átila, o Huno: biografia, batalhas, morte, personalidade

Fragmento de Amor

«Jovem amigo, não se engane, não estamos estudando e adquirindo conhecimento para nos impor aos outros, mas para amá-los, conhecê-los e entendê-los melhor.

“Sucesso, acúmulo de bens, fama, poder são, na melhor das hipóteses, pequenas realizações e desvios muito freqüentemente fatais … Nosso objetivo é tentar distribuir uma disciplina com justiça e com paixão lúcida, verdadeira beleza e beleza. É verdade que consiste em uma beleza aterradora … ».

Referências

  1. Dehesa alemão. (2018). Espanha: Wikipedia. Recuperado de: en.wikipedia.org
  2. Perfil: Quem foi Germán Dehesa? (2010). México: The Economist. Recuperado de: eleconomista.com.mx
  3. Dehesa alemão. (2019). México: Enciclopédia da Literatura no México. Recuperado de: elem.mx
  4. Camarena, S. (2010). Germán Dehesa, escritor e redator de diálogos. México: o país. Recuperado de: elpais.com
  5. 1944: Nasce Germán Dehesa, guia da sociedade com sua opinião satírica. (2015). México: o século de Torreón. Recuperado de: elsiglodetorreon.com.mx

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies