Impostos pendentes: principais recursos

O pagamento do imposto em falta é uma conta de liquidação que representa os compromissos financeiros que uma empresa com o Estado, para o pagamento de impostos.

Essa conta é classificada como uma fração do passivo da empresa; isto é, faz parte das dívidas da empresa.

Impostos pendentes: principais recursos 1

Todas as empresas têm impostos com entidades governamentais. Dependendo da legislação, a carga tributária varia em cada país.

Entre os impostos mais comuns na América Latina estão o imposto sobre valor agregado (IVA), imposto de renda (ISLR) e imposto de renda.

Estes incluem taxas de contribuições para a previdência social, bem como impostos sobre folha de pagamento e benefícios monetários.

Imposto a pagar

Essa conta contábil registra os impostos que ainda não foram pagos pela empresa ao tesouro nacional dentro de um determinado período.

Essa provisão também inclui impostos retidos na fonte que ainda não foram pagos, se a entidade for um agente retido na fonte especial.

Nesse caso, a empresa tem a obrigação de reter um percentual de impostos (IVA, ISLR, entre outros) nas faturas comerciais que recebe e declarar diretamente o cancelamento desses compromissos para o tesouro.

Lançamento contábil para impostos pendentes

Os impostos não pagos, também chamados de impostos a pagar, sempre vêm de contas a pagar, de fornecedores ou credores, e são registrados como um passivo circulante.

Passivo circulante ou circulante são aqueles compromissos que têm uma data de vencimento próxima; isto é, a curto prazo. Os impostos a pagar devem ser declarados e pagos de maneira tributável no mesmo ano fiscal.

A duração do ano fiscal pode variar dependendo de cada país, mas geralmente esses tipos de declarações fiscais são feitas no mesmo mês.

Como você registra uma conta de imposto não paga?

Ao registrar os encargos fiscais pendentes a pagar, é necessário determinar as seguintes diretrizes.

O “must” deve incluir o valor do imposto que a empresa deve ao tesouro ou às entidades governamentais relevantes.

Débitos de débito devem ser adicionados à esquerda da conta contábil. Esses registros devem ser baseados nos suportes e / ou declarações que correspondem a cada caso.

Por outro lado, o “crédito” é a seção direita da conta contábil em que os credores da empresa estão registrados. Em crédito, o valor total de todos os impostos deve ser registrado.

O exposto acima inclui os encargos tributários suportados pela empresa, bem como os impostos retidos na fonte sobre os ordenados e salários e os impostos retidos na fonte nos documentos comerciais (faturas, notas de crédito, notas de débito).

Caso os valores totais no crédito sejam maiores que os registros de débito, um saldo de crédito será gerado.

Esse saldo representa o valor do compromisso fiscal final que a empresa possui com as autoridades fiscais e outras obrigações do estado.

Referências

  1. Capilla, M. (2007). Estudo privado de contas: PASSIVOS. Recuperado de: mcapi-conta1.blogspot.com
  2. Classificação de ativos, passivos e contas de capital contábil (SF). Recuperado de: ingenieria.unam.mx
  3. Exemplos de contas a pagar (2017). Recuperado de: examplede.com
  4. Martínez, J. (2015). As contas fiscais favoráveis ​​no catálogo de contas e no código do grupo. Recuperado de: soyconta.mx
  5. Martínez, M., Rivas, O. e Navarro, R. (1998). Projeto de um sistema personalizado de organização contábil para organizações não-governamentais (ONGs), dedicado ao financiamento e assistência técnica na região metropolitana de San Salvador. Recuperado de: ri.ufg.edu.sv
  6. Passivo (2013). Recuperado de: admicontaest92.files.wordpress.com

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies