O que a cor cinza significa em psicologia?

O que a cor cinza significa em psicologia? 1

Quando ouvimos falar de alguém que é “uma pessoa cinzenta” ou que teve “um dia cinzento”, geralmente é feita referência à existência de qualidades como tristeza ou monotonia e falta de ilusão. Por outro lado, também expressa certa continuidade e trajetória.

A verdade é que o cinza é uma cor muito particular, que tradicionalmente recebe um simbolismo muito neutro, apesar de ter uma tendência a receber pouca consideração. O referido simbolismo e sua associação com certos elementos e momentos vitais fizeram com que a cor cinza tivesse certo efeito e significado no nível psíquico. O que a cor cinza significa em psicologia? Vamos ver ao longo deste artigo.

Qual é essa cor?

Antes de entrar para avaliar o significado simbólico e psicológico que geralmente é fornecido à cor cinza, é apropriado fazer um breve comentário sobre o que é o cinza em questão. Antes de tudo, deve-se notar que, como no restante das cores, o cinza nada mais é do que o produto da percepção de refração de nossas retinas ou a falta de certos comprimentos de onda da luz .

Do mesmo modo que ocorre em preto ou branco, estamos enfrentando uma cor acromática que não é percebida pelos pigmentos presentes em nossos cones, mas é capturada por nossos bastões, que, em vez da cor, são dedicados a capturar a luminosidade ou a quantidade de luz presente no meio.

O cinza é percebido devido a um ponto intermediário entre a captura da luz e sua ausência, ou o bloqueio da primeira por algum objeto. Tecnicamente e no nível cromático, o cinza seria o ponto médio ou a mistura entre branco e preto , embora, dependendo das proporções, possa ser mais claro ou mais escuro.

Devido à sua situação como um ponto em princípio neutro entre os dois extremos, também possui a peculiaridade de ser seu próprio complemento (embora tenha um contraste interessante em cores como o amarelo).

Relacionado:  Como abrir a mente? Chaves para a adoção de novas perspectivas

Mas … o que exatamente significa a cor cinza?

  • Você pode estar interessado: ” O que significa a cor preta em Psicologia? “

Simbolismo e significado psicológico do cinza

Embora não seja uma das cores mais apreciadas, o cinza tem e teve ao longo da história um simbolismo interessante para o ser humano , em grande parte devido à sua identificação com elementos da mesma cor.

É uma cor cujo significado é, em princípio, neutro, mas que facilmente é visto como negativo, e ao qual associamos psicologicamente certas conotações (como Eva Heller faz em sua psicologia da cor). Está principalmente associado à cor dos cabelos grisalhos (e, portanto, ao envelhecimento e à idade), às cinzas e ao pó, bem como às pedras (não à terra). Além disso, e embora não seja exatamente da mesma cor, também está ligada à prata.

A maior parte da simbologia associada ao cinza e aos efeitos psicológicos que partes de sua relação com esses elementos geralmente geram em nós , bem como o fato de ser um ponto neutro entre preto e branco (um ponto intermediário que não se refere apenas ao cromático, mas também simbólico de cada um deles), que por sua vez têm conotações positivas e negativas. E é que se a cor cinza é caracterizada por alguma coisa, é porque a cor é neutralidade, uma neutralidade que também pode ter conotações lisonjeiras e aversivas.

Do ponto de vista negativo, quando associado à velhice e à idade, além do cinza, o cinza geralmente está ligado à idéia de perda progressiva, da proximidade do fim . Nesse sentido, pode ser associado ao inevitável e à crueldade, bem como à passagem do tempo.

Relacionado:  Amnésia infantil: por que não nos lembramos dos primeiros anos de vida?

É a cor mais associada à pedra, da qual a vida não nasce (como no caso da terra), mas permanece estável e imutável, além de transmitir alguma frieza e falta de calor. Embora, como dissemos, seja a cor da neutralidade, ela também pode ser vista de uma perspectiva psicológica, como indecisão e fraqueza, como incapacidade de se posicionar e até como repressão (seja sua ou dos outros) e medo.

A ausência de cromatismo também o vincula ao tédio (que pode facilitar), à monotonia e à rotina, à apatia e conformidade e à falta de ambição, força e capacidade de luta. À falta de caráter e espontaneidade, e ao vazio. Outro de seus significados no nível psíquico é o de ocultação, pois permite fácil camuflagem e deterioração.

Além dos anteriores, vale ressaltar que o fato de estar atrelado a uma diminuição do nível de luminosidade também faz com que esteja relacionado a fenômenos considerados tristes, como a chuva, algo que participa do nascimento de expressões como “dia cinza”. Está associado à ideia de uma certa perda ou redução de algo que já existia, uma subtração ou diminuição também valorizada negativamente e que, no nível mental, geralmente está ligada à tristeza e à melancolia, além de evitar (e de fato facilita esses estados mentais). )

Por outro lado, o cinza também tem uma condição e simbologia muito mais positivas: por um lado, sua relação com a idade nos fala sobre experiência e sabedoria, sobre saber como ser e sobriedade (algo que, por sua vez, gera um certo senso de tranquilidade e alguma proteção). Está relacionado à elegância e à capacidade de refletir.

Sua neutralidade, de uma perspectiva positiva, também está ligada à capacidade de avaliar diferentes pontos de vista e permanecer imparcial . Dito isto, outro de seus significados é a idéia de permanência, seriedade e tradição, e sua semelhança com a prata dá uma sensação de valor. É também uma cor relacionada à ciência e à objetividade.

Relacionado:  A guerra aberta entre psicanálise e behaviorismo, explicada em 8 tópicos

Também está ligada à modéstia e inteligência, bem como ao autocontrole, respeito e tranquilidade, favorecendo a comunicação e a busca de eqüidade nela. Geralmente esse tipo de significado geralmente ocorre mais quando o cinza tem um tom mais esbranquiçado e brilhante.

O uso da cor cinza na vida cotidiana

O simbolismo do cinza não é meramente ideológico, mas também tem aplicação em uma ampla variedade de setores .

No nível de marketing, geralmente é usado para representar estabilidade, sucesso e experiência, algo ligado ao desejo de projetar confiabilidade e segurança. Também devemos ter em mente que ela está ligada à elegância e ao sucesso, assim como à memória de tempos passados. É por isso que geralmente é usado por marcas com maior antiguidade ou por aquelas que buscam representar valores clássicos. Por exemplo, marcas de carros ou jóias de ótima projeção. Sua ligação com a ciência também torna o cinza uma cor frequente nas marcas de tecnologia.

Quando usado em roupas, pode ser usado como mecanismo de ocultação ou para evitar atrair atenção excessiva ou para parecer sóbrio. Também pode ser usado para aprimorar elementos específicos e impressionantes do guarda-roupa (por exemplo, criar contraste) ou da própria imagem (como os olhos).

Além disso, quando usado em pintura, sua facilidade é frequentemente usada para combiná-lo com outras cores para fornecer uma mistura entre expressividade e contenção ou para procurar ambientes formais e disciplinados. É por isso que é comum nos negócios, embora geralmente procure contrastes.

Referências bibliográficas:

  • Heller, E. (2004). Psicologia da cor Como as cores agem sobre os sentimentos e a razão. Editorial Gustavo Gill.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies