O que é o ativo circulante? (Com exemplos)

O ativo circulante é uma categoria contábil que engloba os bens e direitos da empresa que têm a possibilidade de serem convertidos em dinheiro em um curto prazo, geralmente dentro de um ciclo operacional de um ano. Esses ativos são considerados essenciais para o funcionamento e continuidade das atividades da empresa. Alguns exemplos de ativos circulantes incluem: caixa, contas a receber, estoques, aplicações financeiras de curto prazo e adiantamentos a fornecedores. Esses ativos são fundamentais para garantir a liquidez da empresa e sua capacidade de cumprir obrigações de curto prazo.

Exemplo de ativo circulante e sua definição.

O ativo circulante é composto por todos os bens e direitos que uma empresa possui e que podem ser convertidos em dinheiro em um curto prazo, geralmente até o final do exercício financeiro. Em outras palavras, são os recursos que a empresa espera utilizar em suas atividades operacionais dentro de um período de até um ano.

Um exemplo de ativo circulante é o caixa da empresa, que consiste no dinheiro disponível em conta bancária para as operações do dia a dia. Outro exemplo é o estoque, que são os produtos prontos para a venda ou em processo de produção que serão comercializados em um curto prazo.

Além disso, as contas a receber também fazem parte do ativo circulante, representando os valores que a empresa tem a receber de clientes e fornecedores em um curto período de tempo. Outro exemplo são os investimentos de curto prazo, que são aplicações financeiras que podem ser resgatadas rapidamente.

Exemplos de ativos e sua definição: entenda mais sobre esse termo financeiro.

O termo ativo circulante refere-se aos bens e direitos que podem ser convertidos em dinheiro em um curto prazo, geralmente até um ano. Esses ativos são essenciais para manter a liquidez de uma empresa e garantir o seu funcionamento adequado. Alguns exemplos de ativos circulantes incluem:

1. Caixa e equivalentes de caixa: dinheiro em espécie, depósitos bancários e investimentos de curto prazo facilmente convertidos em dinheiro.

2. Contas a receber: valores devidos pelos clientes pela venda de produtos ou serviços a prazo.

3. Estoques: mercadorias prontas para a venda ou insumos utilizados no processo produtivo.

4. Aplicações financeiras: investimentos de curto prazo em títulos do mercado financeiro.

5. Despesas antecipadas: pagamentos feitos antecipadamente por serviços ou produtos que serão utilizados no futuro.

É importante que as empresas tenham um controle eficiente de seus ativos circulantes, pois eles são fundamentais para manter a saúde financeira do negócio e garantir sua capacidade de honrar compromissos de curto prazo. Agora que você entende melhor o que é o ativo circulante e quais são seus exemplos, fica mais fácil compreender a importância desse termo no contexto financeiro das organizações.

Eis um caso de passivo de curto prazo?

O que é o ativo circulante? O ativo circulante é composto por todos os bens e direitos que a empresa possui e que podem ser convertidos em dinheiro em um curto prazo, geralmente até um ano. Ele representa a liquidez da empresa e sua capacidade de honrar compromissos de curto prazo. Alguns exemplos de ativos circulantes são o caixa, as contas a receber, os estoques e os investimentos de curto prazo.

Relacionado:  Relações públicas internas e externas de uma empresa

Eis um caso de passivo de curto prazo? Um exemplo de passivo de curto prazo é o fornecedor. Quando uma empresa compra mercadorias ou matérias-primas a crédito, ela adquire um compromisso de pagamento que deve ser honrado em um curto prazo, geralmente em até um ano. Portanto, o fornecedor é um exemplo de passivo de curto prazo, pois representa uma dívida que deve ser paga em um período relativamente curto de tempo.

Entenda o conceito de circulante na economia e suas principais características e aplicações.

O ativo circulante é um termo utilizado na contabilidade para se referir aos bens e direitos que uma empresa possui e que podem ser convertidos em dinheiro em um curto prazo, geralmente até um ano. Esses ativos são essenciais para o funcionamento da empresa, pois garantem sua liquidez e capacidade de honrar compromissos de curto prazo.

Entre os principais exemplos de ativos circulantes estão o caixa, as contas a receber, os estoques e os investimentos de curto prazo. O caixa é o ativo mais líquido, ou seja, o mais facilmente convertido em dinheiro, enquanto as contas a receber representam os valores que a empresa tem a receber de seus clientes. Já os estoques são os produtos ou materiais que a empresa possui para venda ou utilização em sua atividade.

As características do ativo circulante incluem sua liquidez e capacidade de ser convertido em dinheiro rapidamente, sua relevância para o cumprimento de obrigações de curto prazo e sua importância para a continuidade das operações da empresa. Além disso, o ativo circulante é crucial para a análise da saúde financeira de uma empresa, pois indica sua capacidade de gerar recursos para pagar suas dívidas e manter suas atividades em funcionamento.

Na prática, o ativo circulante é utilizado para calcular o capital de giro da empresa, que é a diferença entre o ativo circulante e o passivo circulante. Um capital de giro positivo indica que a empresa tem recursos suficientes para cumprir suas obrigações de curto prazo, enquanto um capital de giro negativo pode sinalizar dificuldades financeiras e a necessidade de buscar alternativas para equilibrar as contas.

Por isso, é essencial que os gestores estejam atentos à composição e evolução do ativo circulante, a fim de garantir a sustentabilidade e o crescimento do negócio.

O que é o ativo circulante? (Com exemplos)

O que é o ativo circulante? (Com exemplos)

A corrente ativa refere-se a todos os ativos que podem facilmente entrar em vigor, no máximo em um ano a partir da data mostrada no topo do saldo geral. Eles são usados ​​no ciclo operacional normal de uma empresa.

Esse ciclo é o tempo necessário para comprar ou produzir estoque, vender produtos acabados e coletar dinheiro para a venda, geralmente representando um ano.

É necessário dinheiro para financiar as operações. Se novos equipamentos são necessários para os negócios ou um espaço de escritório maior, será necessário arrecadar fundos para pagar por esses investimentos. O financiamento pode vir de um empréstimo, de um investidor, de uma linha de crédito comercial ou pode ser pago em dinheiro.

Relacionado:  Origem da Gestão de Negócios (Século XIX-XXI)

Caixa e ativos de curto prazo que podem ser rapidamente convertidos em caixa também são chamados de ativos circulantes ou líquidos. Portanto, quando um ativo é líquido, significa que ele pode ser convertido em dinheiro em um curto período de tempo.

Lista de ativos circulantes

O ativo circulante está no topo do balanço da empresa e é declarado em ordem de liquidez.

– Dinheiro

É o ativo mais líquido de uma empresa. Portanto, é muito significativo manter a solvência de curto prazo de uma entidade. A quantia mostrada neste ativo atual é a quantia que a empresa tem disponível.

O dinheiro pode ser usado para cobrir rapidamente as despesas diárias. Essa conta normalmente inclui dinheiro, moeda, fundos bancários, cheques e ordens de pagamento.

– equivalente em dinheiro

São o resultado do caixa investido pelas empresas em instrumentos financeiros que auferem juros no curto prazo. Esses instrumentos são altamente líquidos, seguros e podem ser facilmente convertidos em dinheiro, geralmente nos próximos 90 dias.

Esses títulos incluem letras do tesouro, papel comercial e fundos do mercado monetário. Eles são facilmente negociados no mercado e o valor desses produtos também pode ser facilmente determinado.

– valores negociáveis

São os investimentos de curto prazo feitos pela empresa. Esses investimentos são facilmente negociáveis ​​e devem ser convertidos em dinheiro no máximo em um ano. Estes incluem letras do tesouro, notas promissórias, títulos e também títulos patrimoniais.

Esses valores são registrados pelo custo, acrescido das taxas de corretagem após a compra. O preço desses títulos pode variar rapidamente, refletindo qualquer alteração em seu valor na demonstração do resultado da empresa.

– Contas a cobrar

São os valores que os clientes devem pelos produtos e serviços fornecidos a crédito por uma empresa. Esses valores são determinados após considerar as despesas com devedores duvidosos.

O aumento dos gastos com devedores duvidosos levará a um aumento na provisão para devedores duvidosos. Portanto, deve ser calculado o valor líquido de realização das contas a receber, que é a diferença entre as contas brutas a receber e a provisão para devedores duvidosos.

– Os inventários

Matérias primas

Eles consistem nos materiais armazenados a serem consumidos para fabricar os produtos que eventualmente serão vendidos.

Produtos em processo

Eles se referem a mercadorias que estão em processo de fabricação e ainda não foram concluídas para venda.

Produtos finalizados

Eles se referem a itens que foram concluídos e aguardam para serem vendidos no curso normal dos negócios.

– Despesas pagas antecipadamente

Eles se referem às despesas operacionais de uma empresa que foram pagas antecipadamente. O caixa no balanço patrimonial é reduzido no momento em que essas despesas são pagas no início do período contábil.

Simultaneamente, um ativo circulante com o mesmo valor é criado no balanço patrimonial com o nome de despesas pré-pagas. Exemplos de despesas pré-pagas são aluguel pré-pago, seguro pré-pago etc.

Relacionado:  Os 8 principais indicadores financeiros e suas características

– Outros ativos circulantes

Eles incluem ativos diferidos. Esses ativos são criados quando o imposto a pagar excede o valor da “despesa com imposto de renda” reconhecido pela empresa em sua demonstração de resultados.

Exemplos de ativos circulantes

– Wal-Mart

A seguinte representação do balanço do Wal-Mart no final do ano fiscal de 2015 pode ser considerada:

O ativo circulante é claramente separado e listado na ordem de liquidez. O dinheiro é obviamente o ativo mais líquido, e as contas a receber representam o dinheiro que a empresa já levantou, mas ainda não recebeu.

O estoque é menos líquido porque representa ativos que podem levar tempo para se transformar em dinheiro.

– Nestlé Índia

Caixa e equivalentes de caixa

Caixa e equivalentes totalizaram Rs 15.988 milhões no final de 2018. O ciclo operacional da empresa para dividir ativos em circulante e não circulante é de um ano. Isso se baseia na natureza dos produtos produzidos pela Nestlé.

As notas às demonstrações financeiras descrevem quais itens estão incluídos no caixa e equivalentes de caixa:

– Descobertos bancários.

– saldos bancários.

– Depósitos a vista com vencimento de 3 meses.

– Verificações.

Investimentos de curto prazo

No caso da Nestlé, eles totalizaram Rs 19.251 milhões até o final de 2018. A Nestlé controla seus ativos atuais para eliminar o risco de liquidez, garantindo assim que possui liquidez suficiente para atender às suas necessidades operacionais.

Esse investimento é suficiente para atender aos requisitos da sua empresa dentro de um período de tempo desejado.

Contas a cobrar

Essas contas totalizaram R $ 1.246 milhões no balanço da Nestlé no final de 2018. A empresa adota a seguinte abordagem para calcular as contas a receber:

A perda de crédito esperada nas contas a receber é dada com base na probabilidade de inadimplência durante a vida útil dessas contas. A alocação é determinada após considerar:

– O perfil de crédito do cliente.

– canais comerciais.

– A experiência padrão.

Os inventários

Estoques da Nestlé pelo valor realizável líquido. No entanto, itens como matérias- primas, material de embalagem e outros suprimentos não são registrados abaixo do custo. Os métodos utilizados para determinar o custo dos estoques são os seguintes:

– Matéria-prima e material de embalagem: primeiro a entrar, primeiro a sair (FIFO).

– Produtos comprados para revenda: Média ponderada.

– Produtos em processo e produtos acabados: custo do material + participação percentual nas despesas gerais de produção.

Despesas pré-pagas

De acordo com as notas às demonstrações financeiras do relatório anual da Nestlé, elas fazem parte da conta “Outros ativos circulantes”. As despesas pré-pagas no final de 2018 totalizaram Rs 77 milhões.

Referências

  1. AR Sathish (2020). O que são ativos atuais? – Significado e exemplo. Quickbooks da Intuit. Retirado de: quickbooks.intuit.com.
  2. Meredith Hart (2020). O que é considerado um ativo atual? Retirado de: blog.hubspot.com.
  3. O Motley Fool (2017). Como encontrar o total de ativos atuais. Retirado de: fool.com.
  4. Investing Answers (2019). Ativos correntes. Retirado de: investinganswers.com.
  5. Wikipedia, a enciclopédia livre (2020). Ativo atual. Retirado de: wikipedia.org.

Deixe um comentário