Os 10 direitos e obrigações dos principais cidadãos

Alguns dos direitos e obrigações dos cidadãos mais importantes são a liberdade de associação e expressão, a propriedade privada e o direito à moradia e ao trabalho.

O direito é o poder e a obrigação que surgem do Estado para com uma pessoa ou de suas relações com outras pessoas.

Os 10 direitos e obrigações dos principais cidadãos 1

É um conjunto de normas e princípios nos quais as relações humanas são reguladas na sociedade, levando em consideração a justiça e a ordem. O cumprimento das regras é de responsabilidade do Estado.

A obrigação permite que uma pessoa cumpra livremente e sem violar a dignidade humana, uma exigência ou imposição de regulamentos legais, sabendo o escopo e as consequências, positivas e negativas, que podem ser causadas.

É importante que, ao criar um compromisso, as partes tenham o maior consenso possível.

Cada país tem em suas leis a definição de direito e obrigação, de acordo com seus costumes, culturas e acordos internacionais assinados para alcançar maior justiça, ordem e respeito pela dignidade humana.

As constituições de cada país incluem os princípios legais que permitem que as nações se relacionem de maneira harmoniosa e justa.

Direitos mais importantes dos cidadãos

Os direitos mais comuns incluídos em algumas das constituições do mundo são os seguintes:

1. Direito à vida

Os países buscam mecanismos de proteção à vida em suas constituições, desde o momento da concepção até a morte das pessoas.

No entanto, pode haver casos em que o aborto terapêutico seja sugerido por leis especiais em que diferentes cenários surgem.

2. Liberdade de associação

As pessoas podem se agrupar em fundações ou organizações políticas ou partidárias para alcançar benefícios comuns em uma determinada comunidade, sem afetar os direitos contemplados em suas magníficas cartas.

3. Liberdade de Expressão

Todo mundo tem o direito de se expressar sem medo das consequências, desde que os direitos de outras pessoas permaneçam intactos.

Embora esse direito seja contemplado em muitos países, poucos conseguem aplicá-lo na prática.

4. Acesso à saúde

Os Estados devem oferecer e manter serviços públicos de saúde de qualidade, com ênfase na prevenção, com cobertura para todos os estratos socioeconômicos.

5. Direito à educação e liberdade de educação

Os Estados consagram a educação desde os estágios iniciais até os mais avançados (graduação). No entanto, é mais comum esse direito ser garantido do estágio inicial para o estágio secundário.

No nível universitário, existem opções públicas em que os alunos são treinados para fornecer soluções para seus países. Professores em todas as etapas têm liberdade de professor.

6. O sufrágio universal, direto e secreto

O direito de votar historicamente foi alcançado apenas pelos homens e, desde o final do século 19 até meados do século 20, essa diferença foi reduzida significativamente quando as mulheres alcançaram o direito de votar.

Busca-se que o eleitor possa exercer seu papel, escolhendo entre várias opções, direta e secretamente.

7. Propriedade Privada e Herança

Este direito é garantido para a aquisição, gozo e gozo de bens (tangíveis e intangíveis) a pessoas físicas e jurídicas, respeitando os direitos econômicos individuais e a sociedade, de maneira harmonizada, para alcançar o maior bem-estar possível.

As pessoas singulares podem herdar a herança de seus antepassados, cumprindo os deveres de pagar os impostos gerados.

8. Direito à moradia

Procura-se que a população tenha acesso a moradias decentes, com todos os serviços públicos básicos, no desenvolvimento de suas atividades humanas.

Os Estados buscam alternativas públicas e privadas que possam cumprir esse objetivo, por meio de programas de microcrédito.

9. Direito ao trabalho

Os Estados devem promover o empreendedorismo de suas economias, para que a iniciativa privada seja o maior gerador de empregos de qualidade estável, para que os trabalhadores possam ter um melhor padrão de vida.

Da mesma forma, os Estados procuram ter funcionários a seu serviço em várias áreas para ter oficiais treinados em supervisão.

10. Direito ao trânsito livre

As pessoas podem se deslocar para qualquer lugar em seus territórios, dentro da estrutura do estado de direito. Em situações especiais, cada país estabelece diretrizes para limitar o tráfego.

Obrigações importantes dos cidadãos

No que diz respeito às obrigações dos cidadãos, são comuns em várias leis em todo o mundo:

1. Defenda seu território em situação de guerra

Cada país consagra a defesa de seu espaço como uma obrigação, com o objetivo de manter suas fronteiras e modos de vida.

2. Fornecer serviço militar em tempos de paz

Os Estados têm essa opção para os cidadãos que desejam contribuir para as atividades de componentes militares ou de segurança (como Costa Rica e Panamá) em questões de segurança e inteligência.

3. Prestar serviço público em situações de calamidade pública

Associações profissionais e associações civis sem fins lucrativos são as primeiras organizações não estatais cujas colaborações são necessárias para apoiar o trabalho do Estado em situações causadas por tragédias naturais.

4. Contribuir para a manutenção do Estado através do pagamento de impostos

Os cidadãos e indivíduos qualificados para pagar impostos são responsáveis ​​pelo financiamento de cofres públicos, cujos recursos são administrados pelo Estado em suas estruturas nacionais, estaduais e municipais, sendo utilizados nos programas definidos por cada uma das leis do país. orçamentos operacionais.

5. Aplicar o princípio da solidariedade nas comunidades

Busca promover nas Escolas atividades que ensinem alunos, professores e famílias a serem cidadãos capazes de fornecer soluções para os grandes problemas de seus países, por meio de campanhas educacionais sobre reciclagem, padrões de vida, atividades esportivas e culturais.

6. Respeite as leis

Cidadãos e pessoas jurídicas são obrigados a cumprir as leis estabelecidas e recorrer ao Judiciário, aspectos da legislação que podem infringir direitos suscetíveis.

7. Cumprir os acordos coletivos de contratação

Visa promover acordos entre o Estado, Empregadores e Trabalhadores, para que as atividades trabalhistas possam se desenvolver harmoniosamente sem afetar os direitos de nenhuma das partes.

8. Defender o mandato da Constituição

Os cidadãos, juntamente com os Poderes Judiciário e Legislativo, são os principais garantidores da validade da norma fundamental no caso de haver excessos pelo Poder Executivo.

9. Respeite as diferentes expressões culturais, religiões e ideologias políticas

O Estado deve promover e fornecer garantias para atividades multiculturais, religiosas e partidárias ao longo de cada ano, a fim de torná-las conhecidas pelo resto dos cidadãos.

10. Promover a paz e uma vida saudável

Estratégias do Estado e com o apoio do setor privado ao esporte e às artes podem promover valores como paz e tolerância, que resultam em uma convivência saudável.

Dessa maneira, houve progresso na legislação em diferentes países, comprometidos com a Declaração Universal dos Direitos Humanos adotada na Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas, em dezembro de 1948.

Referências

  1. Direitos e Responsabilidades da Cidadania. Recuperado de: www.uscis.gov.
  2. Constituição da República Bolivariana da Venezuela de 1999. Ministério Público. Caracas Venezuela. Recuperado em: www.ministeriopublico.gob.ve.
  3. Constituição espanhola Boletim Oficial do Estado. Recuperado de: boe.es.
  4. Penrose, W. (1951). Para a educação cívica: os direitos e deveres do cidadão . Bloomington, Phi Delta Kappa International.
  5. Pillai, S. (2014). Os direitos e responsabilidades da cidadania australiana: uma análise legislativa. Recuperado de: law.unimelb.edu.au.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies