Os 20 trajes típicos da Guatemala

Os trajes típicos da Guatemala representam a rica e colorida variedade cultural deste país.Isso ocorre porque sua população é amplamente de herança maia e seus trajes cromáticos e tradicionais podem ser vistos em diferentes partes do país.

A Guatemala é um país pequeno, no entanto, possui uma grande diversidade cultural nas comunidades maias. Elemento óbvio ao analisar a variedade de desenhos dos trajes típicos, usados ​​principalmente por mulheres guatemaltecas.

Os 20 trajes típicos da Guatemala 1

Cada estilo é representativo de um setor de cada região. Até homens em algumas áreas usam trajes tradicionais que incluem chapéus especiais, calças cortadas no joelho e tecidos decorados com estampas de pássaros.

Cada peça têxtil é única e a maioria é feita à mão, com variações nas costuras. Algumas dessas peças de vestuário podem ser vistas e vendidas em lojas e mercados têxteis. Hoje, você pode até encontrar bolsas, cobertores e outros itens feitos com os tecidos tradicionais usados ​​em trajes típicos da Guatemala.

Sem dúvida, pessoas com roupas americanas coloridas estão nas terras altas maias da Guatemala.

Enquanto em muitas partes do mundo os trajes e roupas dos nativos caíram em desuso, na Guatemala ainda existe uma grande porcentagem da população de tradição indígena que ainda usa os trajes típicos derivados da herança maia.

Em geral, as roupas tradicionalmente usadas na Guatemala são as mesmas (huipiles, cortes, tiras, tzute, fitas, calças e joelheiras), mas seu design e leveza no tecido variam de uma região para outra, o que permite diferenciar os diferentes grupos culturais ainda presentes na Guatemala.

Trajes típicos da Guatemala

1- Blusas ou huipiles

Os 20 trajes típicos da Guatemala 2

Detalhe de um huipil.

As blusas maias são chamadas huipiles ou güipiles. Um huipil é uma mão tecida em um tear. As tecelãs geralmente passam várias horas do dia sentadas nas pernas, tecendo os painéis para fazer os huipiles. A fabricação de um huipil pode levar até seis meses.

Cada peça de roupa é única e decorada com uma variedade de desenhos e símbolos, cada um com um significado religioso. Os símbolos usados ​​podem ser diamantes que representam o universo, o caminho do sol e seu movimento diário que inclui os quatro pontos cardeais.

Às vezes, um tecelão costura pequenas representações de seu nahual (feiticeiro em forma de animal) em um local discreto da roupa, para sempre tê-la por perto. Entre a cultura maia K’iche. Cada pessoa tem seu próprio nahual que cuida e protege.

Existem variações das peças de vestuário com base no clima, nas regiões montanhosas, onde a temperatura é baixa, os huipiles podem ser espessos e pesados ​​para manter o usuário aquecido. Alguns huipiles podem pesar mais de dois quilos. Nas regiões mais quentes, o huipil pode ser leve e vaporoso em seu design.

2- Saias ou cortes

Saias ou cortes geralmente são tecidos em um tear de pedal e geralmente são fabricados por homens.

O tecido é muito mais largo, mais longo e mais fino que o do huipil. Um corte é uma saia que envolve a cintura e é fabricada como se fosse um tubo, unindo as extremidades opostas do tecido. Quando o material é deixado, é enrolado no corpo e dobrado na cintura em dobras, depois é amarrado com uma faixa ou cinto.

As mulheres compram o tecido cortado por metros e depois juntam-se às suas extremidades e decoram as costuras de acordo com suas necessidades.

O tecido com o qual o corte é feito depende do estilo particular da região. Às vezes, o tecido é amarrado e tingido para obter padrões únicos. As saias resultantes dessa técnica são conhecidas por terem um design Ikat. Em outras regiões, as saias têm linhas de flores ou desenhos de animais ao longo do tecido.

A costura usada para unir o corte é chamada de randa. O sapo pode ser decorativo e feito à mão ou à máquina de costura. Dependendo da região, o corte pode ser longo até o joelho ou os tornozelos, com muitos metros de tecido enrolados ao redor da pessoa que o usa.

3- Cintos ou cintos

Para apoiar o corte, é necessário usar um cinto. Essa peça geralmente é longa (entre dois e três metros) e é tecida e decorada à mão.

Às vezes, as tiras são finas e podem ter desenhos simples; outras, são um pouco mais largas e decoradas de maneira elaborada, com detalhes intrincados e borlas nas extremidades.

Em muitas áreas da Guatemala, a faixa possui decorações semelhantes às encontradas nos huipiles da mesma região. Embora em algumas aldeias, as mulheres prefiram cintas bordadas com máquinas. A maioria dos trabalhos de bordados à máquina é feita por homens que usam máquinas de costura com pedais.

4- Tzute

O tzute é uma peça de vestuário multiuso fabricada em vários tamanhos. As mulheres podem ser vistas usando essas roupas funcionais, adequadas para trabalhos pesados, usadas para carregar bebês, cobrir cestas de alimentos, cobrir a cabeça para entrar na igreja ou cobrir-se com o brilho do sol.

Os tzutes são geralmente feitos de teares e são feitos de uma ou duas placas que são costuradas para serem unidas por meio de sapos. Às vezes, esse processo de costura é decorativo com floreios ou máquinas artesanais. Outras vezes, a costura é simples e apenas funcional.

Os homens também usam tzutes para ocasiões formais e religiosas. Existem pequenas diferenças no design dos tzutes masculinos e femininos.

Freqüentemente, os tzutes masculinos têm borlas e fitas nos cantos. No entanto, os tzutes em geral têm decorações geomórficas semelhantes às encontradas nos huipiles.

5- Tape

Hoje, muitas mulheres da tradição maia na Guatemala começaram a incorporar huipiles de diferentes regiões como roupas de uso diário.

No entanto, a fita com a qual embrulham a cabeça é um dos poucos acessórios que podem dar aos visitantes uma idéia do local de origem das mulheres.

As fitas são longas, medindo mais de dois metros. Alguns são estreitos e medem menos de três centímetros, e outros são mais largos, chegando a 10 centímetros de espessura.

Geralmente, as fitas são feitas em tecidos complexos e contam uma história em seus padrões e desenhos. Na mesma aldeia, o modo como uma mulher envolve a fita na cabeça indica se é solteira, casada, tem filhos ou é matriarca.

6- Calças

Embora a tradição dos homens de usar roupas tradicionais tenha sido perdida ao longo do tempo, em muitas partes da Guatemala os homens ainda podem ser vistos vestindo trajes tradicionais de cada região do país. Alguns usam calças elaboradas, especialmente na área do lago Atitlan.

Muitas calças masculinas são tecidas à mão por mulheres em teares e são projetadas de maneira semelhante aos huipiles.

Algumas calças são curtas e atingem apenas a parte inferior do joelho. Esse tipo de calça geralmente é ornamentado com bordados de pássaros e flores. Em outros lugares do país, você pode encontrar calças compridas e menos ornamentadas, cobertas com joelheiras de lã.

7- Joelheiras

A joelheira é um tecido de lã enrolado em calças masculinas. Eles costumam usá-lo na região de Sololá e dizem proteger os homens enquanto trabalham no campo, mantendo-os aquecidos quando a temperatura cai drasticamente pela manhã ou tarde da noite.

Alguns homens mais velhos podem ser vistos usando joelheiras sem usar calças durante os dias mais quentes do ano.

O tecido das joelheiras é espesso e adequado para trabalhos pesados. É feito de lã não refinada, tornando-a uma peça rígida, engomada e resistente. Às vezes, essas joelheiras têm pequenas decorações que representam a área local.

8- Trajes por região

Na Guatemala, cada traje representa uma vila ou região e está relacionado a um grupo e idioma descendentes dos maias. Existem dezenas de aldeias maias e 21 grupos com características etnolinguísticas diferentes, cada um representando tradições indígenas particulares.

Muitos homens na Guatemala usam roupas de estilo ocidental, pois são muito mais baratas que as roupas tradicionais. As mulheres são mais fiéis às tradições e usam suas roupas tradicionais para mostrar seus atributos no momento em que procuram um marido.

9- Nebaj

As mulheres de Nebaj usam um corte vermelho com listras amarelas, apoiadas por uma faixa. Eles também carregam um huipil profusamente decorado com bordados e desenhos marcantes. No ombro eles carregam um tzute e na cabeça uma fita habilmente decorada.

Os homens vestem uma jaqueta aberta e um chapéu feito de palma. Eles também usam calças e blusas de estilo ocidental.

10- Santiago Atitlán

Os homens de Santiago usam bermuda, pois passam muito tempo pescando, navegando em seus barcos, recolhendo redes e realizando atividades relacionadas ao lago. As mulheres, por outro lado, usam huipiles roxos com listras brancas, bordadas com figuras elegantes de animais, pássaros e flores.

A característica mais marcante desses trajes é a longa fita que envolve a cabeça das mulheres como se fosse um disco.

11- San Juan Sacatepéquez

No departamento de Sacatepéquez Kaqchikel, as mulheres sentadas na praça usam huipiles violetas e douradas, características de sua região.

12- Aguacatan

No departamento de Huehuetenango, a fita é muito importante para as mulheres. Nas aldeias do planalto maia, uma das fitas mais bonitas é a das mulheres de Aguacatan. Feito à mão, de cinco a sete centímetros de largura e altamente decorado com brocados e borlas grandes.

13- Afiador

Em Quiché, você pode encontrar fitas estreitas com pompons grandes, vistas de frente, que representam o elemento mais característico dos trajes Sacapulas.

14- Palopó de Santa Catarina

Em Sololá, próximo ao lago Altitlán, é normal encontrar huipiles vermelhos ou azuis, cobertos de bordados coloridos com formas geométricas. Esta região é caracterizada porque suas peças de vestuário adquiriram um toque moderno em seu design, adicionando cada vez mais detalhes geométricos.

15- San Pedro da Laguna

Os fatos nessa região são fabricados de maneira industrial. Desse modo, é comum ver mulheres vendendo tecidos em larga escala produzidos para fins comerciais na Plaza de San Pedro la Laguna. Os huipiles e tecidos encontrados aqui são distribuídos por todo o país.

16- Todos os santos Cuchumatán

Aqui, os homens usam calças vermelhas com listras brancas e joelheiras escuras em lã preta e azul.

Todos Santos, ao lado de Sololá, é uma das cidades da Guatemala onde as joelheiras ainda podem ser vistas nos homens, principalmente durante cerimônias e comemorações.

17- San Juan Atitán

Nesta vila nas montanhas, homens e mulheres usam elegantes ternos vermelhos de pano. Os homens usam chapéus de palha amarelos e suas camisas são cortadas diretamente sem gola.

Roupas de duas camadas são costuradas nas bordas. As calças são brancas e simples e os homens carregam bolsas como sacolas utilitárias.

18- San Mateo Ixtatán

Esta cidade faz fronteira com o México e seu povo carrega volumosos huipiles, consistindo de duas camadas de tecido de algodão branco, decoradas fortemente com bordados por dentro e por fora.

O bordado começa no círculo do pescoço e contém grandes estrelas. Este tipo de roupa é ideal para o frio.

19- Sololá

Em Sololá, é comum ver pessoas vestidas tradicionalmente. A cor vermelha é dominante e os homens usam calças e camisas listradas.

Nesta região, é comum ver que a lã é amarrada e tingida antes de iniciar o processo de tecelagem. Dessa maneira, os padrões desfocados são obtidos com variações na intensidade da cor.

20- Nahualá

As pessoas de Nahualá usam saias de lã em vez de calças. As camisas dos homens são de um vermelho escuro ou brilhante e cobertas com bordados dourados nos punhos e nas golas.

21- Chichicastenango

Chichi é um mercado popular, onde você pode ver trajes típicos da Guatemala. Os huipiles Chichi são reconhecidos por terem o sol em seu design ao redor do pescoço. Os homens sempre usam um terno elegante conhecido como Maxeño.

14- Zacualpa

Em Zacualpa, você pode encontrar huipiles coloridos de linhas suaves com padrões em zigue-zague. Os huipiles têm um garfo roxo e um padrão vermelho, amarelo e verde abaixo dele. O uso de tzutes é comum aqui.

15- San Martín Sacatepéquez

Os homens de San Martin usam calças brancas compridas, sustentadas por um cinto vermelho fortemente bordado. Essa combinação é uma das mais características dos ternos masculinos típicos da Guatemala.

Outros

Cada departamento da Guatemala é dividido em várias regiões, onde outros tipos de roupas típicas podem ser encontrados.

Os mais comuns são encontrados nos departamentos de Alta e Baja Verapaz, Chimaltenango, Huehuetenango, Quetzaltenango, Sacatepéquez, Sololá, Totonicapán. Cada um sendo altamente colorido e rico em elementos da tradição maia.

Infelizmente, o uso desses trajes é cada vez menos comum, especialmente entre os homens da tradição maia na Guatemala.

Referências

  1. Altman, PB, e West, CD (1992). Linhas de Identidade: Traje Maya da década de 1960 em Highland Guatemala. Em PB Altman, e CD West, Museu Fowler de História Cultural (p. 191). Los Angeles: UCLA. Obtido em SUIT IN GUATEMALA: rutahsa.com.
  2. Connect, Q. (2017). Traje Cultural dos Maias . Obtido no Vestido das Mulheres Maias: questconnect.org.
  3. Deuss, K. (1990). Em K. Deuss, trajes indianos da Guatemala (p. 72). Reino Unido
  4. Osborne, L. d. (1965). Em L. d. Osborne, artesanato indiano da Guatemala e El Salvador (p. 385). Oklahoma: University of Oklahoma Press.
  5. Persson, L. (2015). Terra Experience . Obtido em Têxteis e Trajes da Guatemala (vestuário): terraexperience.com.
  6. Têxteis, I. (2017). Ixchel Textiles – tecidos Ixchel . Obtido em Roupas Tradicionais da Guatemala: ixcheltextiles.com.
  7. (25 de novembro de 2014). Wskamai . Obtido em WARDROBE GUATEMALANO TRADICIONAL: wakamiusa.com.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies