Os 9 transtornos psicológicos mais comuns na adolescência

A adolescência é uma fase de intensas transformações físicas, emocionais e sociais, o que a torna propícia para o surgimento de transtornos psicológicos. Neste contexto, é importante reconhecer os sintomas e buscar ajuda profissional para lidar com essas questões. Neste artigo, iremos abordar os 9 transtornos psicológicos mais comuns na adolescência, destacando suas características, sintomas e formas de tratamento. É fundamental estar atento a essas questões para garantir o bem-estar e a saúde mental dos jovens nessa fase tão delicada da vida.

Principais transtornos comuns durante a adolescência: quais são e como identificá-los?

Na adolescência, é comum que alguns transtornos psicológicos se manifestem devido às mudanças físicas, hormonais e emocionais que os jovens estão enfrentando. Identificar esses transtornos precocemente é fundamental para que se possa intervir e oferecer o suporte necessário. Abaixo, listamos os 9 transtornos psicológicos mais comuns na adolescência e como identificá-los:

1. Transtorno de ansiedade: Os adolescentes com este transtorno podem apresentar sintomas como preocupação excessiva, irritabilidade, dificuldade de concentração e insônia. Podem também se queixar de sintomas físicos, como dores de cabeça e de barriga frequentes.

2. Depressão: Jovens com depressão podem apresentar tristeza persistente, falta de interesse em atividades que antes eram prazerosas, alterações no sono e no apetite, pensamentos negativos e até mesmo ideação suicida.

3. Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH): Os adolescentes com TDAH podem apresentar dificuldade de concentração, impulsividade, inquietação, dificuldade em seguir regras e organização precária.

4. Transtorno obsessivo-compulsivo (TOC): Os adolescentes com TOC podem apresentar pensamentos intrusivos e recorrentes, seguidos de comportamentos compulsivos para tentar aliviar a ansiedade causada por esses pensamentos.

5. Transtorno bipolar: Jovens com transtorno bipolar podem apresentar episódios de mania, caracterizados por euforia, aumento da energia, irritabilidade e comportamentos de risco, seguidos por episódios de depressão.

6. Transtorno de estresse pós-traumático (TEPT): Adolescentes com TEPT podem apresentar flashbacks, pesadelos, evitação de situações que lembrem o evento traumático e alterações de humor intensas.

7. Transtornos alimentares: Anorexia, bulimia e compulsão alimentar são transtornos comuns na adolescência, caracterizados por uma relação disfuncional com a alimentação e o corpo.

8. Transtorno de personalidade borderline: Os adolescentes com este transtorno podem apresentar instabilidade emocional, impulsividade, medo de abandono e dificuldade em manter relacionamentos saudáveis.

9. Transtorno de uso de substâncias: O uso abusivo de álcool, drogas e outras substâncias pode ser um sinal de que o adolescente está enfrentando dificuldades emocionais e psicológicas.

É importante estar atento aos sinais apresentados pelos jovens e buscar ajuda profissional quando necessário. O apoio da família, dos amigos e de profissionais de saúde mental pode ser fundamental para o tratamento e a recuperação dos adolescentes que enfrentam transtornos psicológicos durante essa fase tão delicada da vida.

Principais doenças mentais que impactam os jovens atualmente: uma análise detalhada e informativa.

Os transtornos psicológicos afetam milhões de jovens em todo o mundo, podendo causar um grande impacto em suas vidas. Neste artigo, vamos abordar os 9 transtornos psicológicos mais comuns na adolescência para ajudar a compreender melhor essas condições e buscar formas de tratamento adequadas.

1. Depressão

A depressão é uma das doenças mentais mais comuns entre os jovens, afetando sua capacidade de lidar com as pressões do dia a dia e causando sentimentos de tristeza e desespero. É importante buscar ajuda profissional caso seja diagnosticado com depressão.

2. Ansiedade

A ansiedade é outro transtorno psicológico frequente na adolescência, podendo se manifestar de diversas formas, como transtorno de ansiedade generalizada e transtorno de pânico. O tratamento inclui terapias e medicamentos prescritos por um profissional de saúde mental.

3. Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH)

O TDAH é caracterizado por sintomas de desatenção, hiperatividade e impulsividade, podendo afetar o desempenho acadêmico e social do adolescente. O tratamento geralmente envolve terapias comportamentais e medicamentos.

Relacionado:  Taquilalia: sintomas, causas, comorbidade, tratamento

4. Transtorno de humor bipolar

O transtorno de humor bipolar é caracterizado por mudanças extremas de humor, que podem variar de episódios de euforia a episódios de depressão. O tratamento envolve terapias e medicamentos estabilizadores de humor.

5. Transtorno obsessivo-compulsivo (TOC)

O TOC é caracterizado por pensamentos obsessivos e comportamentos compulsivos, que podem interferir nas atividades diárias do adolescente. O tratamento inclui terapias cognitivo-comportamentais e medicamentos.

6. Transtornos alimentares

Os transtornos alimentares, como a anorexia e a bulimia, são comuns na adolescência e podem ter graves consequências para a saúde física e mental do jovem. O tratamento envolve acompanhamento médico e psicológico especializado.

7. Transtorno de estresse pós-traumático (TEPT)

O TEPT pode ocorrer após experiências traumáticas, como abuso, violência ou desastres naturais, e pode causar sintomas como flashbacks, pesadelos e ansiedade. O tratamento inclui terapias de exposição e terapias cognitivo-comportamentais.

8. Transtorno de personalidade borderline

O transtorno de personalidade borderline é caracterizado por instabilidade emocional, relacionamentos tumultuados e impulsividade. O tratamento envolve terapias específicas para esse transtorno.

9. Transtorno de uso de substâncias

O transtorno de uso de substâncias, como o abuso de álcool e drogas, é comum entre os jovens e pode causar sérios problemas de saúde mental e física. O tratamento inclui terapias de reabilitação e suporte psicológico.

É fundamental estar atento aos sinais e sintomas desses transtornos psicológicos na adolescência e buscar ajuda profissional quando necessário. Com o apoio adequado, é possível lidar com essas condições e melhorar a qualidade de vida dos jovens afetados.

Principais diagnósticos comuns em adolescentes: quais são os mais frequentes?

Na adolescência, é comum que os jovens enfrentem uma série de desafios emocionais e psicológicos. Entre os transtornos mais frequentes nessa faixa etária, destacam-se a depressão, a ansiedade, o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e a bulimia.

A depressão é um dos principais diagnósticos em adolescentes, podendo se manifestar de diversas formas, como tristeza profunda, falta de interesse em atividades antes prazerosas e isolamento social. Já a ansiedade pode se manifestar através de sintomas como palpitações, dificuldade de concentração e medo excessivo.

O TDAH é caracterizado por sintomas de desatenção, impulsividade e hiperatividade, dificultando a concentração e o desempenho escolar. Por fim, a bulimia é um transtorno alimentar que envolve episódios de compulsão alimentar seguidos por comportamentos compensatórios, como vômitos ou uso de laxantes.

Além desses transtornos, outros problemas psicológicos comuns na adolescência incluem a automutilação, o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), o transtorno de ansiedade social e o transtorno bipolar. É importante que os adolescentes recebam apoio e acompanhamento profissional adequado para lidar com essas questões e promover sua saúde mental e bem-estar.

Principais transtornos psicológicos que afetam a população atualmente.

Os transtornos psicológicos têm se tornado cada vez mais comuns na população atual, especialmente entre os adolescentes. Esses problemas podem afetar significativamente a qualidade de vida e o bem-estar dos indivíduos, sendo importante identificá-los e buscar tratamento adequado. Neste artigo, vamos abordar os 9 transtornos psicológicos mais comuns na adolescência.

Um dos transtornos mais frequentes é a ansiedade, que se manifesta através de sintomas como nervosismo, medo e preocupação excessiva. Outro transtorno comum é a depressão, caracterizada por tristeza profunda, perda de interesse e baixa autoestima.

Além disso, a bulimia e a anorexia são transtornos alimentares que afetam muitos adolescentes, levando a comportamentos prejudiciais em relação à alimentação e ao peso corporal.

A transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) também é bastante comum na adolescência, causando dificuldade de concentração, impulsividade e inquietude.

Outros transtornos psicológicos que afetam os adolescentes incluem a transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), a transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) e a transtorno bipolar.

É fundamental que os pais, educadores e profissionais de saúde estejam atentos aos sinais desses transtornos e ofereçam apoio e orientação aos jovens que deles sofrem. O diagnóstico precoce e o tratamento adequado podem fazer toda a diferença na vida desses adolescentes, permitindo que eles superem esses desafios e alcancem uma vida plena e saudável.

Os 9 transtornos psicológicos mais comuns na adolescência

Os distúrbios psicológicos na adolescência são comuns e detectar -los precoce é uma grande vantagem para impedir o progresso na idade adulta.Transtornos mentais ou problemas psicológicos são caracterizados por mudanças de humor, pensamento e comportamento, ou alguma combinação deles.

Eles podem causar desconforto ou diminuição da qualidade de vida e da capacidade de funcionar adequadamente física, mental e socialmente.Mais da metade de todos os transtornos mentais e vícios começam aos 14 anos e 3 em cada 4 começam aos 24 anos.

Os 9 transtornos psicológicos mais comuns na adolescência 1

É difícil estimar o número de adolescentes que têm um distúrbio psicológico por vários motivos:

  • Muitos adolescentes não comunicam sua situação.
  • A definição de distúrbios varia.
  • O diagnóstico é feito por julgamento clínico – julgamentos subjetivos – não por marcadores biológicos – julgamentos objetivos.

Os 9 problemas psicológicos e transtornos mentais mais comuns em adolescentes

Alguns dos transtornos mentais, emocionais e comportamentais que podem ocorrer durante a adolescência e a infância são descritos abaixo. Cada um deles pode ter um grande impacto na saúde geral da pessoa.

1- Transtornos de ansiedade

Os transtornos de ansiedade são os mais comuns na adolescência.

Adolescentes com esses distúrbios experimentam preocupações excessivas ou medo que interfere em suas vidas diárias.

Incluir:

  • Ataques de pânico
  • Fobias
  • TOC.
  • Transtorno de estresse pós-traumático.
  • Transtorno de ansiedade generalizada

2- Depressão

A depressão maior pode ocorrer tanto na adolescência quanto na infância.

Alguns adolescentes que sofrem de depressão podem não dar valor às suas vidas e podem levar ao suicídio.

Nesse distúrbio, existem alterações em:

  • Emoções: tristeza, choro, baixa auto-estima.
  • Pensamentos: crenças de feiúra, pouco valor ou incapacidade de realizar atividades.
  • Bem-estar físico: alterações no apetite ou nos padrões de sono.
  • Motivação: baixar notas, desinteresse por atividades recreativas.

3- Transtorno bipolar

O transtorno bipolar é caracterizado por alterações exageradas de humor entre depressão e mania (alta excitação).

Entre os dois extremos, podem ocorrer períodos de excitação moderada.

Durante um período de mania, o adolescente pode não parar de se mover, não dormir, não parar de falar ou demonstrar falta de autocontrole.

4- Falta de atenção / hiperatividade

Sem dúvida, o TDAH foi superdiagnosticado nos últimos anos.Atualmente, acredita-se que ocorra em 5% dos adolescentes.

Um adolescente com hiperatividade não tem atenção, é impulsivo e facilmente distraído.

5- Distúrbios de aprendizagem

Os distúrbios de aprendizagem afetam a capacidade do adolescente de receber ou expressar informações.

Essas dificuldades podem ser demonstradas com problemas de escrita, linguagem, coordenação, atenção ou autocontrole.

6- Distúrbios comportamentais

Esse distúrbio é caracterizado por adolescentes agindo de maneira impulsiva e destrutiva.

Adolescentes com esses distúrbios podem violar os direitos dos outros e as regras da sociedade.

Exemplos:

  • Roubo
  • Agressões
  • Mentiras.
  • Vandalismo
  • Fogo

7- Distúrbios alimentares

A anorexia nervosa afeta aproximadamente 1% das meninas adolescentes e menos meninos.

Esse distúrbio pode afetar seriamente a alimentação e é importante tratá-lo imediatamente e por um profissional.

Os adolescentes com bulimia variam de 1-3% da população e, como na anorexia, tentam prevenir o ganho de peso, embora neste caso vomitem, usem laxantes ou se exercitem obsessivamente.

8- Esquizofrenia

A esquizofrenia geralmente começa no final da adolescência ou no início da vida adulta.

Pode ser um distúrbio devastador, com consequências muito negativas para o bem-estar e a qualidade de vida.

Relacionado:  8 casos reais de esquizofrenia

Adolescentes com períodos psicóticos podem ter alucinações, isolar-se ou perder contato com a realidade, entre outros sintomas.

9-pensamentos suicidas

O suicídio também pode ocorrer em adolescentes e em 90% dos casos há um distúrbio mental.

É conveniente estar alerta para aqueles que merecem depressão e, principalmente, impedir que os professores sofram bullying.

Sinais de alerta de transtornos mentais na adolescência

Todo mundo experimenta mudanças de humor.No entanto, essa tendência é mais acentuada nos adolescentes.

Em pouco tempo, eles podem deixar de se excitar e ficar ansiosos ou irritados.

Devido às alterações hormonais e cerebrais que ocorrem neste período vital, essas constantes descidas e subidas ocorrem.

No entanto, os distúrbios psicológicos podem causar reações emocionais excessivas ou ter consequências negativas na vida social e pessoal.

Esses sintomas nem sempre são óbvios, embora pais, professores e outras figuras de autoridade devam estar cientes de quaisquer sinais.

Alguns sinais de aviso são:

  • Eu odeio
  • Irritabilidade
  • Mudanças no apetite.
  • Mudanças no sono
  • Isolamento social.
  • Impulsividade

Pode ser difícil distinguir entre alterações normais em um adolescente e os sintomas de uma doença mental.

  • O seu filho tem algum destes sintomas?
  • Você evita situações ou lugares?
  • Você se queixa de problemas físicos como dor de cabeça, estômago, sono ou energia?
  • É socialmente isolado?
  • Você expressa medo de ganhar peso ou comer pouco?
  • Você usa drogas ou álcool?
  • Você mostra pouca preocupação com os direitos dos outros?
  • Eles falam sobre suicídio?

Se o seu filho mostrar uma ou mais dessas mudanças e tiver um impacto em sua vida, é melhor conversar com ele e encontrar um profissional para avaliar melhor o caso e fornecer um possível tratamento.

Consequências de transtornos mentais

As consequências podem ser de curto ou longo prazo.

De fato, a maioria dos distúrbios mentais diagnosticados em adultos começa na adolescência, embora outros distúrbios que ocorrem na adolescência possam diminuir na idade adulta se tratados.

Eles são frequentemente associados a consequências como:

  • Diminuição das relações sociais.
  • Piores resultados acadêmicos.
  • Risco de gravidez
  • Risco de contrair doenças sexuais.
  • Problemas com o sistema judicial.
  • Suicídio

O que pode fazer?

Os transtornos mentais podem ser tratados com sucesso e, quanto mais cedo forem detectados e tratados, maior a probabilidade de serem curados.

O tipo de tratamento que funciona melhor para um adolescente depende das necessidades do adolescente.

Existem diferentes opções:

  • Terapia familiar: ajuda a família a enfrentar melhor a situação e a gerenciar o comportamento do adolescente.
  • Terapia cognitivo-comportamental: ajuda a reconhecer e alterar padrões de pensamento e comportamentos insanos para a saúde mental.
  • Treinamento de habilidades sociais: ajuda adolescentes com problemas de baixa auto-estima e dificuldades de relacionamento.
  • Grupos de apoio para adolescentes e familiares.
  • Medicação: Para os jovens, a medicação não é a primeira opção considerada. Se forem sugeridos por um profissional, eles devem ser tratados com outro tipo de tratamento.

Risco de ter transtornos mentais

  • Geralmente, os meninos são mais propensos a serem diagnosticados com problemas de comportamento do que as meninas.
  • As meninas são diagnosticadas mais com depressão e distúrbios alimentares.
  • Adolescentes cujos pais têm níveis mais baixos de educação correm maior risco de sofrer de transtornos mentais do que aqueles que têm pais com níveis mais altos de educação.
  • Adolescentes cujos pais são divorciados também são mais prováveis ​​que adolescentes com pais casados ​​ou morando juntos.
  • Os adolescentes que sofrem bullying e aqueles que sofreram abuso sexual também estão em maior risco.
  • Adolescentes cujos pais tiveram ou têm distúrbios estão em maior risco.

Deixe um comentário