Teoria de estabelecimento de objetivos de Edwin Locke

A Teoria de Estabelecimento de Objetivos de Edwin Locke é uma abordagem amplamente reconhecida na psicologia organizacional que destaca a importância de definir metas claras e desafiadoras para aumentar a motivação e o desempenho dos indivíduos. Segundo Locke, estabelecer metas específicas, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e com prazo definido é fundamental para direcionar o comportamento e impulsionar a realização de tarefas. Essa teoria tem sido amplamente aplicada em contextos organizacionais para melhorar a produtividade e a satisfação dos colaboradores.

Teoria de Edwin Locke: definindo metas para alcançar o sucesso e motivar ações.

A Teoria de Estabelecimento de Objetivos de Edwin Locke é uma abordagem que destaca a importância de definir metas específicas e desafiadoras para alcançar o sucesso e motivar ações. Locke argumenta que metas claras e mensuráveis ​​podem direcionar o comportamento das pessoas e aumentar sua produtividade.

De acordo com Locke, as metas devem ser específicas e mensuráveis, para que as pessoas saibam exatamente o que precisam alcançar e possam monitorar seu progresso. Além disso, as metas devem ser desafiadoras o suficiente para motivar as pessoas a se esforçarem mais, mas também realistas para que se sintam capazes de alcançá-las.

Quando as pessoas estabelecem metas claras e desafiadoras, elas tendem a se sentir mais motivadas e focadas em suas tarefas. Isso pode levar a um aumento no desempenho e na produtividade, pois as pessoas se esforçam para alcançar seus objetivos.

Ao estabelecer metas claras e mensuráveis, as pessoas podem direcionar seu comportamento e aumentar sua produtividade, alcançando assim melhores resultados em suas tarefas.

Entendendo a importância de definir metas para alcançar resultados desejados.

A teoria de estabelecimento de objetivos de Edwin Locke é fundamental para compreender a importância de definir metas claras e específicas para alcançar os resultados desejados. Ao estabelecer metas, estamos direcionando nossa energia e esforços de forma mais eficaz, aumentando assim a probabilidade de sucesso em nossas empreitadas.

Quando definimos metas, estamos estabelecendo um rumo a seguir e criando um senso de propósito e direção em nossas ações. Isso nos ajuda a manter o foco e a motivação, evitando a procrastinação e a dispersão de nossos esforços. Além disso, metas bem definidas nos permitem avaliar nosso progresso e ajustar nossas estratégias conforme necessário, maximizando nossas chances de atingir nossos objetivos.

Um dos principais princípios da teoria de Locke é que metas específicas e desafiadoras levam a um desempenho mais elevado do que metas genéricas ou vagas. Isso ocorre porque metas claras e mensuráveis fornecem um padrão objetivo pelo qual podemos avaliar nosso progresso e nos motivam a superar obstáculos e dificuldades no caminho.

Ao aplicar os princípios da teoria de estabelecimento de objetivos de Edwin Locke, podemos aumentar significativamente nossas chances de sucesso em diversas áreas de nossa vida.

Relacionado:  As 3 diferenças entre querer e querer

Por que a teoria do estabelecimento de metas é essencial para o sucesso profissional?

A teoria do estabelecimento de metas, desenvolvida por Edwin Locke, é essencial para o sucesso profissional por diversos motivos. O principal deles é que a definição de objetivos claros e específicos ajuda os indivíduos a direcionarem seus esforços e recursos para alcançar resultados concretos. Quando uma pessoa tem um objetivo bem definido, ela fica mais motivada e focada em suas ações, aumentando assim suas chances de sucesso.

Além disso, a teoria de Locke também destaca a importância do comprometimento com as metas estabelecidas. Quando alguém se compromete publicamente com seus objetivos, cria um senso de responsabilidade que impulsiona a busca pela realização dos mesmos. Esse comprometimento também ajuda a superar obstáculos e adversidades que possam surgir no caminho, mantendo o foco e a determinação.

Outro aspecto relevante da teoria do estabelecimento de metas é a questão da autoeficácia. Ao definir metas desafiadoras, mas alcançáveis, as pessoas desenvolvem a crença em sua própria capacidade de atingir os objetivos propostos. Isso gera um ciclo positivo de autoconfiança e motivação, fundamentais para o sucesso profissional.

Ao definir objetivos claros, se comprometer com sua realização e acreditar em sua capacidade de alcançá-los, as pessoas estão mais propensas a atingir resultados positivos em suas carreiras.

Como definir metas de forma eficaz: critérios para a fixação de objetivos.

A Teoria de estabelecimento de objetivos de Edwin Locke é amplamente reconhecida como uma das abordagens mais eficazes para definir metas de forma eficaz. De acordo com Locke, a definição de metas desafiadoras e específicas está diretamente relacionada ao desempenho e motivação das pessoas.

Para fixar objetivos de maneira eficaz, é importante seguir alguns critérios essenciais. Primeiramente, as metas devem ser claras e específicas, ou seja, devem ser definidas de forma precisa e mensurável. Além disso, as metas precisam ser desafiadoras o suficiente para motivar as pessoas a se esforçarem, mas também realistas para serem alcançadas.

Outro critério importante para a definição de metas é que estas sejam mensuráveis e acompanháveis. Isso significa que é necessário estabelecer indicadores e prazos para avaliar o progresso em direção aos objetivos estabelecidos. Dessa forma, as pessoas podem monitorar seu desempenho e fazer ajustes quando necessário.

Por fim, as metas também devem ser relevantes e alinhadas com os objetivos maiores da organização ou do indivíduo. Ao estabelecer metas que estejam conectadas com os propósitos maiores, as pessoas se sentirão mais engajadas e comprometidas em alcançá-las.

Relacionado:  8 grandes mitos sobre a psicologia moderna

Seguindo esses critérios, as pessoas terão mais chances de alcançar seus objetivos e obter sucesso em suas empreitadas.

Teoria de estabelecimento de objetivos de Edwin Locke

Teoria de estabelecimento de objetivos de Edwin Locke 1

Durante anos, a psicologia das organizações tentou explicar conceitos como motivação ou desempenho do trabalhador. Aqui conheceremos uma teoria que tenta explicar de que depende a realização de um objetivo no campo do trabalho: a teoria do estabelecimento de objetivos de Edwin Locke .

Essa teoria afirma que a intenção de atingir uma meta é uma fonte básica de motivação no trabalho. Essa teoria é considerada uma das mais importantes sobre a gestão de recursos humanos. Vamos encontrá-la em detalhes.

Teoria de estabelecimento de objetivos de Edwin Locke: características gerais

Edwin Locke é um psicólogo americano que desenvolveu a teoria do estabelecimento de metas em 1968. Seu objetivo era explicar as ações humanas em situações específicas de trabalho .

Segundo Locke, a motivação do indivíduo para atingir as metas estabelecidas será determinada pelas próprias metas ou pelo simples fato de tê-las proposto.

Estabelecimento de metas e objetivos

Edwin Locke define um objetivo como o que uma pessoa se esforça para alcançar. Os objetivos são importantes para o ser humano, pois motivam e orientam suas ações . Assim, segundo a teoria de Locke, a intenção de atingir objetivos é uma fonte básica de motivação para o ser humano.

Os objetivos também nos incentivam a fazer o melhor possível, ter uma ilusão ou aspiração e melhorar nosso desempenho. De acordo com a teoria de definição de objetivos de Edwin Locke, as pessoas buscam e criam seus próprios objetivos por meio de decisões prévias apropriadas . Uma vez que os objetivos são estabelecidos, as pessoas se comprometem a alcançá-los.

Para Locke, o melhor objetivo será o de um desafio acessível, realista e possível.

Autoeficácia

Segundo E. Locke, autoeficácia é a crença da pessoa de que ela é capaz de desenvolver uma determinada tarefa ou, portanto, alcançar um determinado objetivo. Quanto maior a auto-eficácia, maior a confiança nas habilidades que atingirão esse objetivo.

Estabelecer metas, concentrando-se no comportamento, envolve o desenvolvimento da motivação da pessoa. A motivação aumentará se a pessoa demonstrar autoeficácia, isto é, se achar que seus comportamentos o levarão a alcançar a meta que ele estabeleceu. Assim, haverá um feedback entre comportamento, objetivo e sucesso .

  • Você pode estar interessado: ” A auto-eficácia de Albert Bandura: você acredita em si mesmo? “

Sua inscrição para Recursos Humanos

A teoria de definição de objetivos de Edwin Locke enfocou o campo de Recursos Humanos, isto é, o trabalhador e as organizações . Assim, de acordo com a teoria, os objetivos indicam aos funcionários o que precisa ser feito ou desenvolvido e quanto esforço será necessário para investir. Locke relacionou a satisfação dos trabalhadores de qualquer organização com a consecução dos objetivos.

Relacionado:  Como estudar para a universidade? 7 dicas psicológicas

O primeiro passo para começar a desenvolver a motivação em direção a uma meta é mostrar uma disposição ou intenção de alcançá-la. A meta deve ser definida para o trabalhador como um desafio ou desafio e exigirá algum esforço de sua parte. A motivação favorecerá o sucesso da tarefa, aumentando as chances de o trabalhador se esforçar para alcançá-la.

Como devem ser as metas ou objetivos?

A teoria de definição de objetivos de Edwin Locke levanta a necessidade de objetivos serem claros e atingíveis para manter a motivação. Segundo Locke, as condições dos objetivos são as seguintes:

  • Eles devem variar de simples a complexos e ser alcançados gradualmente.
  • Eles devem ser claros e estabelecer o nível de desempenho necessário, bem como a recompensa que proporcionam.
  • Eles devem considerar as diferenças individuais das pessoas.

Além disso, os objetivos ou metas colocados aos trabalhadores devem ser interessantes o suficiente para despertar sua motivação e mobilização para alcançá-los. Portanto, as organizações devem incentivar esse interesse e propor tarefas atraentes para o trabalhador.

Se os objetivos forem muito gerais (pouco concretos), ambíguos ou abstratos, a probabilidade de motivar o trabalhador a alcançá-los diminuirá drasticamente. Dessa maneira, estabelecer objetivos específicos e congruentes com a capacidade da organização aumenta o nível de execução dos trabalhadores se o compararmos com situações em que os objetivos foram vagamente definidos.

Assim, quanto mais específico for um objetivo, mais eficaz será motivar o desempenho do comportamento apropriado . Isso pode estar relacionado à participação dos trabalhadores na empresa, pois melhorará a eficiência e o desempenho do trabalhador e, por extensão, da empresa.

Funções dos objetivos

Os objetivos, de acordo com a teoria de definição de objetivos de Edwin Locke, têm várias funções:

  • Eles ajudam a focar a ação e a atenção na tarefa .
  • Eles mobilizam a energia, os recursos e o esforço do indivíduo.
  • Aumentar a persistência e perseverança.
  • Eles ajudam a desenvolver estratégias .

Condições

Definir metas será mais fácil se várias condições forem atendidas :

  • Clareza
  • Compromisso
  • Complexidade da tarefa.
  • Comentários

Desvantagens dessa abordagem

As desvantagens de definir metas são as seguintes:

  • Eles exigem tempo.
  • A teoria é baseada em recompensas para manter os trabalhadores motivados.
  • Eles exigem esforço.

Referências bibliográficas:

  • Locke, E. (1968). Teoria de estabelecimento de metas ou objetivos. Estados Unidos
  • Díaz-Ocejo, J. e Mora-Meri, JA (2013). Revisão de algumas variáveis ​​relevantes no estabelecimento de metas esportivas. Annals of psychology, 29 (1), 233-242.

Deixe um comentário