Geologia da Venezuela: períodos, formações, características

A geologia da Venezuela é muito variada e tem as formações mais antigas do planeta. Altas montanhas podem ser encontradas no oeste, costas no norte, planícies no centro, selvas e savanas no sul e enormes maciços no sudeste.

A Venezuela está localizada no norte da América do Sul, logo acima do Equador da Terra.A oeste do território da Venezuela fica a Serra de Perijá, próxima à bacia de Maracaibo (lago Maracaibo e planícies).

Geologia da Venezuela: períodos, formações, características 1

A leste desta bacia encontra-se uma região semi-montanhosa, no estado de Falcón, com um membro que termina em uma península plana chamada Paraguaná.Os Andes venezuelanos estão localizados a oeste e se estendem para o leste, tocando a Cordilheira da Costa, que faz fronteira com o norte do país.

Com a cordilheira andina como início, grandes planícies se estendem para o sul, onde as terras altas da Guiana estouram. Acredita-se que, neste momento, a Venezuela se juntou ao continente africano.Para o nordeste é uma área baixa e pantanosa, no estado de Delta Amacuro.

As 4 idades geológicas que a Venezuela viveu

1- era pré-cambriana

Durante o Paleozóico inferior, iniciou-se o desenvolvimento de um geossinclinal no que é hoje a bacia inferior do rio Amazonas.

Isso fez com que a massa original fosse separada em duas partes: uma que foi para o sul, o escudo brasileiro; e outro, voltado para o norte, o escudo da Guiana.

É do escudo da Guiana que nasce um quinto da Venezuela. As formações rochosas deste escudo estavam no fundo do mar mais de 3500 milhões de anos atrás.

Naquela época, ocorreram movimentos vulcânicos submarinos e erupções que alteraram as rochas originais e deram origem aos sedimentos de Roraima. Desde então, é uma formação que se eleva acima do nível do mar.

2- era paleozóica

Esta era começa com o norte da América do Sul acima do nível do mar, mas logo o mar cobriu várias áreas que foram corroídas.

E continuou a fazê-lo nos 250 milhões de anos seguintes, cobrindo o que são agora os estados de Táchira, Trujillo e parte Mérida, e o que é agora o lago Maracaibo. Mérida era uma espécie de ilha.

Essa “invasão marítima” chegou a Perijá, onde se formavam pântanos. Essa era terminou com a orogênese hercínica, que deformava violentamente o oeste da Venezuela.

3- era mesozóica

A era mesozóica foi a época em que ocorreu a fratura do escudo da Guiana na Venezuela, que estava fora do mar. Essa fratura não atingiu a superfície. Dobras largas formadas com declives suaves em seus flancos.

Então surgiu uma cadeia de montanhas que se estende de sul a norte do atual estado de Barinas, até o lago Maracaibo. Suas depressões corroeram durante os 100 milhões de anos do Triássico e Jurássico.

4- Era Cenozóica

Na era cenozóica, a biodiversidade venezuelana está configurada. A grande maioria das espécies vegetais e animais conhecidas hoje aparece.

Sabe-se que algumas espécies como rudistas, belemnitas, amonitas, répteis voadores e marinheiros também desapareceram.

As 10 principais formações geológicas da Venezuela

1- Callao

É uma formação de cerca de 3 mil metros de espessura, constituída por lavas vulcânicas de grãos grossos e finos. Está localizado no rio Yuruari, perto de El Callao, no sul do país.

É uma formação economicamente importante para a Venezuela abrigar veios de ouro e quartzo de recife.

2- Cicapra

Está localizado no riacho de Cicapra, que é um dos afluentes do rio Yuruari. Tem uma espessura estimada de 2000 metros.

3- Treinamento Caparo

É nomeado após o rio Caparo, localizado no estado de Mérida. É uma sequência de rochas com uma espessura aproximada de 200 metros.

É formado por arenito e litomitos micíferos, arenitos de grão fino e grosso, arenitos calcários e painéis fósseis.

4- Yuruari

Ele está localizado no rio Yuruari, perto do povo Pastora, e é uma sequência sedimentar formada em águas rasas com uma espessura aproximada de 5.000 metros.

Suas rochas são constituídas por fragmentos vulcânicos, grauvacas, folhelhos e fendas de tabaco.

5- Caballape

Esta formação constitui uma sequência discordante localizada no desfiladeiro Dividual, afluente do rio Caballape.

Consiste em sedimentos congloméricos, fragmentos vulcânicos e tufos. Sua espessura varia entre 5000 e 8000 metros.

6- Bella Vista

É uma sequência litológica pré-cambriana localizada na zona andina da Venezuela, sem fósseis. É composto de folhelhos sericíticos, cloríticos e grafiroses.

7- Roraima

É uma sequência de sedimentação quase horizontal, localizada no Cerro de Roraima e em outras regiões dos estados de Bolívar e Amazonas.

Tem uma espessura aproximada de 2600 metros e é composta de folhelhos, conglomerados de quartzo feldspático, arenitos, jaspe e ascético.

8- Mucuchachí

É uma sequência estratigráfica localizada no estado atual de Mérida que contém fósseis. É essencialmente feito de lousas silty.

9- Sabaneta

É outra das formações localizadas no estado de Mérida. Possui arenitos de grão grosso, com fósseis vegetais. Ele também contém calcários e folhelhos.

10- La Quinta

Formação localizada perto de La Grita, estado de Táchira, formada entre o Triássico superior e o Jurássico inferior.

Sua espessura é calculada em 2400 metros e formada com arenitos congloméricos e argilosos, folhelhos e conglomerados vermelhos.

Geologia e paisagens venezuelanas

A história geológica da Venezuela originou paisagens marcadamente diferentes em uma área relativamente pequena de terra.

Por exemplo, as seguintes paisagens podem ser mencionadas:

– Tepuyes de Canaima.

– Dunas dos Médanos de Coro.

– Caverna de rochas sedimentares de El Guácharo.

– Sierra Nevada.

– Arquipélago, ilhotas, chaves e ilhas.

Importância econômica

As formações geológicas que ocorreram neste país sul-americano tiveram consequências na economia nacional, porque tornaram possível o desenvolvimento do turismo e a exploração de petróleo.

Embora a indústria do turismo não represente uma contribuição muito importante para o PIB da Venezuela (-4,7% em 2016), ela constitui um potencial importante para atrair capital estrangeiro e promover o desenvolvimento nacional.

O território que permaneceu entre a Guiana, no sudeste, e a Serra de Perijá, e a Cordilheira dos Andes, a oeste, tornou-se um dos mais importantes depósitos de petróleo do mundo.

O referido petróleo é atualmente o principal produto de exportação dos venezuelanos.

Referências

  1. Caraota digital (2017). A Venezuela é o país com a menor contribuição do turismo para o PIB do mundo. Recuperado de: caraotadigital.net
  2. Geologia Venezuelana (2011). As 7 maravilhas geológicas da Venezuela. Recuperado de: geologiavenezolana.blogspot.com
  3. Geologia Venezuelana (2012) O Cenozóico na Venezuela. Recuperado de: geologiavenezolana.blogspot.com
  4. Petróleo da América (2010). Geologia da Venezuela e termos. Recuperado de: petroleoamerica.com
  5. Urbani, Franco (2011). Um esboço da geologia da Venezuela. Edição Especial BioLlania.
  6. Venaventours (s / f). Alívio e geologia da Venezuela. Recuperado de: venaventours.com

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies