Relatório de vendas: como é feito e exemplos

Um relatório de vendas é um relatório que fornece uma visão geral do status das atividades de vendas de uma empresa. Ele mostra as diferentes tendências que ocorrem no volume de vendas em um determinado período, mas também analisa as diferentes etapas do funil de vendas e o desempenho dos executivos de vendas.

Ele oferece um instantâneo do exercício da empresa em um momento específico para poder avaliar a situação e determinar a melhor decisão a ser tomada e o tipo de ação a ser tomada.

Relatório de vendas: como é feito e exemplos 1

Fonte: pixabay.com

O relatório de vendas ajuda a encontrar novas oportunidades de mercado em potencial, onde os resultados podem ser aprimorados.

As informações transmitidas no relatório de vendas alimentarão bastante as decisões de vendas mais importantes, como descontinuar determinados produtos, aumentar cotações, pagar bônus etc.

É crucial criar relatórios de vendas claros e concisos, que mostrem as informações mais importantes necessárias para tirar a empresa dos obstáculos e conduzi-la por um caminho tranqüilo em direção ao crescimento e sucesso contínuos.

Como você faz um relatório de vendas?

Ao escrever um relatório, os objetivos finais devem ser mantidos em mente. Há algumas perguntas cruciais a serem feitas: para quem é relatado e por quê? Depois que essas perguntas são respondidas, o relatório pode ser facilmente articulado.

Conheça o público

Primeiro, você deve considerar a audiência e perguntar a si mesmo de quais informações você precisa. Assim, isso servirá como um guia para saber quais dados fornecer. O relatório de vendas deve refletir as necessidades de cada público específico.

Por exemplo, as informações que interessam ao gerente de marketing serão muito diferentes daquelas que o diretor financeiro está procurando.

O gerente de marketing desejará saber até que ponto os representantes de vendas estão capturando os clientes em potencial que a equipe de marketing oferece.Você também deseja saber quais campanhas de marketing têm as maiores taxas de conversão.

Relacionado:  Custos relevantes: características e exemplos

Por outro lado, o diretor financeiro desejará todos os números de vendas, além das despesas. Você também precisa de previsões de vendas precisas.

Escolha a informação certa

Será necessário decidir quais dados fornecerão uma imagem precisa do desempenho da equipe de vendas, o que ajudará a tomar as melhores decisões. O relatório de vendas deve responder a estas perguntas principais:

– Os objetivos de vendas estão sendo alcançados?

– Qual é a renda vs. despesas no período escolhido? Como as vendas atuais se comparam aos períodos anteriores?

– Quais produtos e serviços são mais vendidos? Quais não atendem às expectativas?

– Qual é a previsão de vendas para o próximo mês / trimestre / ano?

– Quais são as áreas de oportunidade? É hora de se retirar de algum território ou linha de produtos?

Decida o período

O período ajudará a determinar o foco do relatório. A escolha de um período de tempo específico também permitirá comparações mais precisas de período para período.

Por exemplo, um relatório anual permitirá que você analise as principais tendências do setor, hábitos de compra de clientes e os resultados das principais iniciativas de marketing, desenvolvimento de novos produtos e flutuações sazonais.

Escolha os gráficos certos

A maneira como a informação é transmitida é tão importante quanto a própria informação. A principal função de um bom relatório de vendas é transmitir informações, para que sejam facilmente compreensíveis e acionáveis.

Um gráfico de barras pode ser muito melhor para mostrar quanto as vendas do produto estrela aumentaram nos últimos cinco anos, do que simplesmente colocar os números em uma mesa.

A criação visual de dados não se resume apenas a tornar o relatório de vendas bonito. É também tornar as informações atraentes e fáceis de entender.

Relacionado:  Nível estratégico: características e exemplos

Sumário executivo

A alta gerência nem sempre tem tempo para acessar os detalhes; portanto, você precisa de um resumo que lista os destaques.

Este resumo pode estar no início do relatório, antes de inserir os dados e as conclusões. Esta é a última coisa escrita, pois resumirá as principais idéias extraídas e discutirá os passos a seguir.

Exemplos

Relatório de Contato

Este relatório fornece uma visão panorâmica dos contatos encontrados no banco de dados, bem como visualizações detalhadas do setor, a data do último contato e outros atributos.

Este relatório pode ajudar a identificar novas oportunidades, bem como encontrar conexões na rede.

Repartição de clientes importantes

Este relatório mostra em que estágio exatamente cada cliente está em seu canal. Também pode ser organizado por produto ou por fonte, a fim de comparar e analisar vários grupos de clientes importantes e seu progresso.

Para obter uma leitura precisa da origem dos clientes importantes, o banco de dados deve ser integrado a um software de marketing compatível.

Resumo de vendas

Este relatório é usado para medir o progresso das vendas em relação aos objetivos, discriminados por fonte, produto e representante de vendas.

Isso pode ajudá-lo a entender quais táticas (redes sociais, email, pesquisa etc.) geram mais vendas e onde você precisa dobrar o esforço.

A visibilidade das vendas é especialmente importante para responder aos executivos e outras partes interessadas.

Um resumo de vendas também pode ser usado para prever e definir novas metas, com base nas taxas de fechamento atuais.

Relatório da Empresa

É uma excelente ferramenta para garantir que um acompanhamento correto de clientes em potencial esteja sendo realizado, assim como vendas e seu comportamento.

Este relatório é essencial para estratégias de vendas e marketing, com base nas contas dos clientes.

Relacionado:  Depreciação acumulada: como é calculada e exemplos

Relatório de ganhos e perdas

Um relatório de lucros e perdas mostra em tempo real as cotações que estão sendo fechadas ou perdidas. Da mesma forma, quais representantes são responsáveis ​​por essas cotações e como a taxa de fechamento se compara à da indústria ou aos próprios objetivos.

Relatórios personalizados

Outros indicadores que podem ser incluídos em um relatório de vendas personalizado são os seguintes:

Tamanho médio da cotação

Os contratos de vendas podem ter preços muito diferentes, dependendo de vários fatores, mas o tamanho médio das cotações do portfólio deve ser determinado para fazer previsões e estratégias de vendas rápidas e sólidas.

Número de negociações em andamento

Além de ser importante saber quantas cotações estão pendentes, também é importante saber onde elas estão, quando se espera que elas fechem e a probabilidade de que elas se tornem vendas para a empresa.

Conversão ou taxa de fechamento

Determine o número médio de ofertas abertas necessárias para fechar uma cotação, com base nos resultados históricos.

Tempo do ciclo de vendas

Refere-se ao tempo médio necessário para um candidato entrar no canal e passar por todo o processo de vendas até a fase de fechamento. Quanto mais rápido o ciclo de vendas, melhor será para a equipe de vendas.

Referências

  1. Mona Lebied (2018). 16 Exemplos de relatórios de vendas que você pode usar para relatórios diários, semanais ou mensais. Datapina Retirado de: datapine.com.
  2. Jessica Bennett (2017). 7 etapas para criar um relatório de vendas que seus chefes gostarão de ler. Blog do Salesforce Retirado de: salesforce.com.
  3. Blog do Pipedrive (2018). Uma introdução aos relatórios de vendas. Retirado de: blog.pipedrive.com.
  4. Karri Bishop (2018). 6 Relatórios que seus representantes de vendas precisam ter sucesso. Hubspot. Retirado de: blog.hubspot.com.
  5. Mba Skool (2018). Relatório de vendas Retirado de: mbaskool.com.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de usuário. política de cookies, clique no link para obter mais informações.

ACEPTAR
Aviso de cookies